1º Simpósio de Economia da Saúde

Brasília sediará o primeiro evento governamental sobre o tema dias 19 e 20 de junho de 2018

O 1º Simpósio de Economia da Saúde acontece dias 19 e 20 junho na capital federal, Brasília-DF, no auditório Carlyle Guerra da Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS/OMS.  O primeiro evento governamental sobre o tema contará com a participação do ministro Gilberto Occhi, que fará o lançamento da publicação “Contas do SUS na perspectiva da Contabilidade Internacional: Brasil, 2010-2014”. O tema da publicação será apresentado na palestra principal: “Quem gastou? Onde gastou? Como gastou? Análise do gasto público da saúde baseado na Metodologia de System of Health Accounts (SHA)”, que será proferida pela professora,  pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP) e da Fundação Oswaldo Cruz, Maria Angélica Borges dos Santos. 

Com transmissão em tempo real (http://mediacenter.aids.gov.br), o evento tem o propósito de ampliar o conhecimento sobre a Economia da Saúde, que no Ministério é fomentada pela Secretaria Executiva, por meio do seu Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento (DESID/SE).

Voltado para gestores SUS, acadêmicos, pesquisadores e técnicos do Ministério da Saúde, previamente convidados, o 1º Simpósio de Economia da Saúde visa estimular a disseminação de informações e dados do setor e promover a troca de experiências entre os diversos atores que pensam e produzem conhecimentos sobre a Economia da Saúde tanto na gestão pública como no setor privado. 

Importante para o debate nacional sobre uso racional dos recursos na saúde, o Simpósio também marca os 15 anos da incorporação da Economia da Saúde na Gestão do Sistema Único de Saúde (SUS), em 2003.

Debate qualificado

Em um dia e meio de evento os participantes poderão fazer uma imersão, conhecendo ferramentas que ajudam a monitorar a alocação de recursos na saúde, além de números e análise sobre setor, que auxiliam o gestor na tomada de decisão.

O Simpósio conta com espaços reservados à exposição de resultados de estudos, além de projeções de pesquisas apresentados em 4 painéis sobre: Eficiência dos Sistemas de Saúde; Modelos Híbridos de Remuneração dos Serviços de Saúde; Limiar de Custo x Efetividade para Incorporação de Tecnologias no SUS e Desafios da regulação de medicamentos e insumos para Saúde no Brasil. Na programação do Simpósio estão previstas, ainda, palestras sobre “O que o SUS ganha com a gestão de custo” e “Investimentos em infraestrutura física e tecnológica no SUS: prospecção e perspectivas no âmbito da economia da saúde”.

“A perspectiva é de qualificação ainda maior desse olhar sobre gastos em saúde, com o intercâmbio de conhecimentos entre diversos atores, nacionais e internacionais, dedicados à economia da saúde tanto na gestão do SUS, como no âmbito privado. Sabemos que é possível tornar o setor mais eficiente no uso dos recursos e alcançarmos maior eficácia nas ações,  com melhores resultados que impactem positivamente a saúde da população”, destaca Ana Wanzeler, diretora do Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde (DESID/SE/MS).

Além da palestra principal, o 1º Simpósio de Economia da Saúde encerra sua programação com duas palestras:  “O que o SUS ganha com a gestão de custo”, com explanação do professor Márcio Augusto Gonçalves,  Ph.D. pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e coordenador do Núcleo Observatório de Custos e Economia da Saúde e “Investimentos em infraestrutura física e tecnológica no SUS: prospecção e perspectivas no âmbito da economia da saúde”, com explanação de Eduardo Ribeiro dos Santos.

Convidados

Estão previstas as participações de representantes de nove setores estratégicos do próprio Ministério da Saúde, incluindo áreas técnicas do órgão que mantêm interlocução com o departamento responsável pelo tema, o DESID. Também foram convidadas a participar do evento a Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz; Fundação Nacional de Saúde – Funasa; Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa; Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS e Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia –  Hemobrás, que são entidades vinculadas ao órgão.

Entre os atores externos, foram convidados secretários de Saúde estaduais e de capitais, além de representantes dos Núcleos de Economia da Saúde ativos em âmbitos estadual e municipais. Na esfera federal, foram chamados a participar organismos governamentais como: Secretaria do Tesouro Nacional (STN) do Ministério da Fazenda – MF; Ministério Público Federal – MPF; Secretaria de Orçamento Federal (SOF) do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão – MP;  Tribunal de Contas da União (TCU). 

Também têm assento garantido no 1º Simpósio de Economia da Saúde entidades parceiras do Ministério da Saúde. São elas:  Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS); Associação Brasileira de Economia da Saúde – ABrES; Associação Brasileira de Saúde Coletiva – ABRASCO; Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia – ANPEC; Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID; Banco Mundial – BM; Centro Latino Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde – BIREME; Centro Brasileiro de Estudos de Saúde – CEBES; Conselho Federal de Contabilidade – CFC; Conselho Federal de Economia – CFE; Conselho Nacional de Saúde (CNS); Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS); Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS); Controladoria-Geral da União (CGU); Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH); Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA); JBES – Jornal Brasileiro de Economia da Saúde.

As universidades federais parceiras completam a lista de convidados, com as seguintes participações previstas:  Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia – UFBA/ISC; Universidade Federal de Goiás – UFG, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG; Universidade Federal de Pernambuco – UFPE; Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS;  Universidade de Brasília – UnB; Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP.

Acesse o hotsite do evento e saiba mais – http://portalms.saude.gov.br/simposioecos2018

SERVIÇO

I Simpósio de Economia da Saúde

19 e 20 de Junho, Auditório Carlyle Guerra,  OPAS/OMS, Brasília-DF

Transmissão, em tempo real,  pelo link: http://mediacenter.aids.gov.br

Atualizações pela fanpage @ECOSSUSOFICIAL

<-Voltar