Webconferência “2ª Década de Ação de Segurança no Trânsito – 2021-2030, Lições aprendidas e novos desafios na redução dos acidentes no trânsito”

Participantes da Webconferência “2ª Década de Ação de Segurança no Trânsito – 2021-2030, Lições aprendidas e novos desafios na redução dos acidentes no trânsito”.

A Gerência de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde (GVDANTPS), em conjunto com a  Escola de Aperfeiçoamento do SUS (EAPSUS), mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) promoveram, no dia 04 de novembro, a Webconferência “2ª Década de Ação de Segurança no Trânsito – 2021-2030, Lições aprendidas e novos desafios na redução dos acidentes no trânsito”.

O consultor nacional na Organização Pan-Americana de Saúde – Opas/OMS e consultor da Organização Mundial de Saúde em temas relacionados à segurança no trânsito, Victor Pavarino apresentou um panorama dos avanços observados na 1ª Década de Ação de Segurança no Trânsito e trouxe a perspectiva da 2ª Década  de Ação de Segurança no Trânsito em comunhão com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e a Promoção da Saúde.  Para ele, o setor Saúde contribuiu para a qualificação da informação, por meio do Programa Vida no Trânsito e acredita que o tema Promoção da Saúde e Mobilidade Segura será o foco para a 2ª Década.

A assessora técnica do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) para o Projeto de Enfrentamento da Morbimortalidade por Acidentes de Trânsito, Mércia Gomes, ressaltou a missão do Conass na articulação e representação das Secretarias Estaduais de Saúde e DF, além de debater e estimular a busca da qualificação da gestão.  Ela apresentou o referido projeto, destacando os seus principais objetivos: apoiar à gestão estadual de saúde e do Distrito Federal na implantação e/ou fortalecimento do Programa Vida no Trânsito (PVT) estadual, especialmente para construção do Plano de Ação Estadual Integrado:  e-Transitar e potencializar os instrumentos de gestão para maior eficiência na gestão dos agravos e das situações aos Acidentes de Trânsito (AT). “Este projeto situa-se no eixo da Vigilância e Promoção da Saúde do Programa de Apoio às Secretarias Estaduais de Saúde (Pases) do Conass. E, ao longo deste ano procuramos construir um espaço de cooperação e  trocas entre os coordenadores e referências estaduais”, disse Mércia que ainda destacou a importância dos Determinantes Sociais como estratégicos para a efetivação da Promoção da Saúde na nova década 2021-2030.

Karina Alves, gerente de Estatística de Acidentes do Detran-DF mostrou os dados de mortalidade por acidentes de trânsito no DF nos últimos 10 anos, evidenciando a queda dos números e a necessidade da continuidade do trabalho intersetorial para a análise dos dados no DF.

Já, Surama Oliveira, técnica da GVDANTPS, apresentou o Programa Vida no Trânsito no DF, enfatizando os ganhos e desafios para a próxima década, a importância do trabalho intersetorial para a redução da morbimortalidade no trânsito e o foco na Promoção da Saúde para nortear os esforços da 2ª Década.

Assista a reunião na íntegra:


Fonte:

Área Técnica de Prevenção de Acidentes
Gerência de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde/DIVEP/SVS/SES-DF
<-Voltar