3ª Regional alerta sobre qualidade da água no Território dos Cocais

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) cerca de 80% das doenças que ocorrem em países em desenvolvimento são veiculadas pela água contaminada por microrganismos patogênicos. Isso se deve ao fato de apenas algo em torno 30% da população mundial ter água tratada e os outros 70% terem poços como fonte de água, facilitando sua contaminação.

Para amenizar a situação de alguns municípios do Piauí a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) disponibiliza equipamentos e técnicos especializados da Vigilância Ambiental para o monitoramento e tratamento adequado da água que é servida à população.

A 3ª Coordenação Regional de Saúde, com sede em Piripiri, realizou um balanço das Análises de Água no ano de 2012. A coordenadora da Regional de Saúde do Território dos Cocais, Francisca Miriane Araújo, enfatiza que a Sesapi dispõe de um laboratório apropriado para análise da qualidade da água de 23 municípios que integram esse Território.

“Temos pessoal e estrutura adequada para pactuar as informações necessárias, no entanto, queremos chamar a atenção dos gestores para que enviem suas amostras, pois das 4.800 análises pactuadas a serem realizadas, apenas 20% dessas foram feitas. Os municípios não estão cumprindo com a pactuação. É preocupante, também, o nível de contaminação por coliformes fecais: cerca de 70% das amostras e isso precisa ser avaliado com urgência pelas secretarias municipais”, recomenda.

A coordenadora alerta sobre a importância do monitoramento da qualidade da água para o consumo humano. “Estamos prontos para receber as amostras. Pedimos que os secretários municipais atentem para esse serviço de suma importância. O nosso laboratório encontra-se à disposição para o recebimento desse material”, disse.

Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi)
Assessoria de Comunicação
www.saude.pi.gov.br
(86) 3216-3610 / 8802-9604 / 8851-2074

<-Voltar