7º Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária

lg_simbravisa2016

Este ano, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco, por meio de seu Grupo Temático Vigilância Sanitária, realizará de 26 a 30 de novembro, a sétima edição do Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária – o 7º Simbravisa. O simpósio é presidido pela professora Gisélia Santana Souza, pesquisadora do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia e tem como tema o ‘Sistema Único de Saúde (SUS) e seu Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS)’.

O Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária é atualmente o mais importante evento técnico científico da área. Desde a primeira edição em São Paulo (2002), passando por Caldas Novas (2004), Florianópolis (2006), Fortaleza (2008), Belém (2010) e Porto Alegre (2013), o número de trabalhos inscritos vem aumentando.  Mais do que um evento de alcance nacional, o Simbravisa é um importante espaço de estímulo à produção científica, insistindo nos princípios que definem uma vigilância sanitária integrada e solidária com as demais áreas da saúde coletiva e na defesa intransigente do Sistema Único de Saúde.

Nesta 7ª edição do Simpósio, cerca de mil participantes avaliarão o Sistema Único de Saúde e seu Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, através de 8 Cursos pré-simpósio, 30 Discussões Temáticas, 3 Grandes Encontros, 3 Conferências, 8 Comunicações Coordenadas, 22 Painéis, 9 Mesas Redondas, 4 ‘Roda Visa’ e ainda 4 Rodas de Conversa: quase 100 atividades para o aprofundamento do diálogo entre academia, os serviços de vigilância sanitária e a sociedade.

O 7º Simbravisa abrirá com a Conferência de Jairnilson Paim, professor do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia e uma das lideranças do movimento da Reforma Sanitária Brasileira. Autor do livro O que é o SUS, o professor falará sobre um Brasil que restringe, a cada dia, o atendimento no sistema de saúde apenas aos mais pobres.

Vários serão os temas em debate: desde a alimentação saudável, passando pela discussão sobre a água potável que necessitamos, ao veneno que adoece e mata, os medicamentos, saneantes, cosméticos, técnicas de embelezamento com seus benefícios e riscos. A dengue, chicungunha e zika: qual a contribuição da Vigilância Sanitária para a prevenção desses agravos à saúde coletiva?

O Simpósio vai debater ainda os movimentos sociais e as políticas de proteção social, o trabalho da Vigilância Sanitária face aos interesses econômicos, políticos e sanitários, como o dilema da fosfoetanolamina – entre a esperança e o marco regulatório. Será possível avaliar ainda a atuação do Ministério Público frente ao Controle Sanitário de Serviços de Saúde. Nomes como Jarbas Barbosa, Cláudio Maierovich, João Pedro Stédile, Gastão Wagner de Souza Campos, Nísia Trindade Lima, Luciana Dias de Lima,

Amelia Cohn, Ronald Ferreira dos Santos, José Carvalheiro, Inês Rugani, Luis Eugenio Souza e José Agenor Álvares da Silva estão entre os convidados do Simbravisa de Salvador – palco privilegiado para a reflexão, o diálogo e troca de ideias e experiências sobre esta área que é uma das mais antigas e desafiadoras da saúde, a Vigilância Sanitária. 

A programação completa pode ser acessada neste link http://www.simbravisa.com.br/programacao/index.php#topo

A Comunicação da Abrasco disponibilizará uma Sala de Imprensa – com acesso gratuito à internet, assim como imagens oficiais de todas as atividades do evento. Para credenciamento de imprensa, por favor, escreva para comunica@abrasco.org.br 

<-Voltar