Alagoas – Sesau realiza reunião para a III Conferência Estadual de Saúde do Trabalhador

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), por meio da Diretoria de Vigilância à Saúde do Trabalhador, realizou nesta quarta-feira (29), a segunda reunião preparatória para a III Conferência Estadual de Saúde do Trabalhador.

A conferência será realizada nos dias 9, 10 e 11 de junho tendo suas etapas macrorregionais realizadas no dia 14 e 15 de maio em Maceió, primeira macrorregião e 21 e 22 referentes à 2ª macrorregião em Arapiraca.

De acordo com a diretora estadual de Vigilância em Saúde do Trabalhador, Gardênia Santana, a conferência é essencial para a efetivação das leis que garantem o direito dos trabalhadores. A diretora explicou que durante a reunião foi concluída a formação das comissões responsáveis pela realização da conferência. “Serão formadas quatro comissões definidas como executiva, organizadora, mobilização, comunicação e formulação. Durante o encontro também foram definidos os líderes de cada comissão”, disse Gardênia.

Gardênia disse ainda que a reunião representa um passo importante para saúde do trabalhador alagoano, isso porque a Conferência Estadual será um espaço para criação de estratégias de implantação da política nacional de saúde do trabalhador.

“A conferência vai apontar os desafios diagnosticados pelas comissões e representantes de classe, além de propor soluções que serão encaminhadas para os gestores públicos das esferas estaduais, municipais e federal”, ressaltou a diretora, acrescentando que a conferência estadual vai tratar dos problemas enfrentados por todos os trabalhadores, com ênfase naqueles que se encontram a margem da Lei, como os trabalhadores informais e infantis.

“A erradicação do trabalho infantil em Alagoas é um compromisso do Governo do Estado, que também trabalha para garantir o acesso à saúde e programas de prevenção para trabalhadores que atuam de maneira informal”, afirmou.

Outro objetivo de destaque da reunião foi à apresentação da resolução nº 3 do Conselho Estadual de Saúde, já homologada pelo secretário de Saúde, Jorge Villas Bôas, que define as etapas macrorregionais da conferência e explicita os deveres dos conselheiros nas Pré-Conferencias de Saúde.

Também presente a reunião, a médica do Trabalho e coordenadora da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador (Cist), Francine Mendonça, destacou que a discussão e troca de experiências entre técnicos e trabalhadores, é essencial para criação de uma política pública eficaz. “A discussão dos problemas é a única de forma de avançarmos e garantir que o trabalhador alagoano tenha todos os seus direitos plenamente respeitados”, concluiu.

Já a representante do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), Nilza Malta, ressaltou que a parceria entre as diferentes esferas administrativas, federal, estadual e municipal, promove o avanço da promoção à saúde nos municípios e que eventos como a Conferência Estadual são importantes para a construção de ações efetivas na prevenção de problemas de saúde e evolução da assistência prestada aos trabalhadores.

 


Fonte: Ascom / Saúde

Foto: Carla Cleto

Repórter: Fabiano Di Pace

<-Voltar