Alexandre Padilha: Obesidade na população brasileira alerta para necessidade de vida saudável

Dados do Ministério da Saúde revelam que 48% dos adultos brasileiros têm sobrepeso e 15% deles são obesos. Os números mostram que a obesidade é fator de risco à saúde da população brasileira. Por isso, merece vigilância permanente. No Dia Nacional de Prevenção da Obesidade, comemorado na última quinta-feira (11), lembramos que a prevenção passa por um estilo de vida saudável, com alimentação adequada com redução de sal e açúcar nos alimentos, prática de atividades físicas e realização de exames preventivos periódicos.

Desenvolvemos ações que incentivam essas práticas. Espaços públicos foram ocupados para acolher as Academias da Saúde. Constatamos que 83% dos que praticam atividades físicas nas Academias reduziram o peso. Também incentivamos, por meio do Promoprev, os planos de saúde a oferecerem ações de envelhecimento saudável. Usuários que aderem à prática de atividade física possuem descontos nas mensalidades. Estatísticas apontam redução de 70% em internações de idosos.

Os cuidados com a alimentação também fazem parte dos nossos esforços. Fizemos parcerias com a indústria alimentícia para redução do sódio nos alimentos industrializados. Desde 2011 esse acordo garantiu a redução do sal em macarrões instantâneos, pães, margarinas, cereais e outros produtos.

Essas iniciativas são parte do Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT), cujo escopo é a redução da mortalidade por doenças que também estão relacionadas à obesidade. Como a diabetes, que incide em 5,6% da população brasileira. Para combater esse mal, em 2011 lançamos o programa Saúde Não Tem Preço com medicamentos de graça para hipertensão e diabetes. Hoje são 10,7 milhões de beneficiados e uma ampliação de 383% no acesso a estes medicamentos.

A prevenção deve começar cedo. Pesquisas do Ministério da Saúde mostram que 21,7% dos adolescentes estão com excesso de peso – em 1970, este índice era de 3,7%. Por isso, o programa Saúde na Escola leva ações de prevenção, promoção e atenção à saúde às escolas públicas. Juntos com instituições de ensino da rede privada, assinamos acordo para opções de lanches mais saudáveis nas cantinas. Nossa meta é beneficiar 6,5 milhões de estudantes em todo o país. A parceria é inédita no Brasil.

Embora as ações de prevenção sejam constantes, muitos adolescentes estão em situação de obesidade mórbida. Por isso, alteramos a faixa etária de 18 para 16 anos para a realização da cirurgia bariátrica no Sistema Único de Saúde (SUS). A cirurgia nesses casos pode ser decisiva para evitar complicações por doenças crônicas não transmissíveis. Oitenta hospitais em todo Brasil estão prontos para realizar a cirurgia.

Espero que essa data sirva para lembrá-los da importância da prevenção da obesidade. É preciso buscar um estilo de vida saudável para o nosso cotidiano, com alimentação adequada e a prática de exercícios regulares. Cuidar da saúde das brasileiras e dos brasileiros é nosso compromisso.

*Alexandre Padilha é médico, ministro da Saúde e presidente do Conselho Nacional de Saúde

<-Voltar