Aplicativo vai orientar crianças a prevenir queimaduras

Iniciativa é resultado de uma parceria entre HRAN, UDF e Avance. Público-alvo é a faixa etária acima de 7 anos

 

Com fogo não e brincaBRASÍLIA (6/6/16) – Limitações materiais ou financeiras nem sempre são fatores de impedimento para mudar a realidade para melhor. Com essa perspectiva e uma ideia original, a Associação de Prevenção e Intervenção em Queimaduras (Avance), buscou apoio do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) – onde trabalha de forma integrada – e do Curso de Jogos Digitais da UDF – Centro Universitário, para criar o aplicativo “Com fogo não e brinca”, um game para smartphone, que pretende orientar crianças acima de 7 anos sobre a prevenção de queimaduras. O aplicativo já pode ser baixado gratuitamente no Google Play.

 O jogo foi estruturado em quatro estágios: fácil, médio, maratona e um módulo de bônus, a jogotona, explica o professor da UDF Alex Leal, que coordenou o desenvolvimento do aplicativo com os seus alunos do último semestre, “diretamente em aulas práticas”. O sistema operacional selecionado para o lançamento foi o Android, a partir de levantamento realizado pela Avance, que priorizou as crianças integrantes dos segmentos de baixa renda como público-alvo para a ação, uma vez que esse estrato social é o mais atingido em acidentes de queimaduras.

 “Com base na definição da Avance em relação ao público a ser atingido, selecionamos o Android, que é totalmente aberto e utilizado por cerca de 95% dos usuários de smartphones. Assim, o nosso primeiro cuidado foi o de possibilitar o acesso ao maior número de pessoas possível, criando um projeto que pode aplicado em qualquer tipo de celular, sem o perigo de travamentos”, descreve o professor, acrescentando que, numa segunda etapa, o jogo será disponibilizado para o sistema IOS, do Iphone.

 O aplicativo foi conceituado em formato “QUIZ”, de perguntas e respostas, intercalado por “mini games”, com passagens na qual o jogador vai enfrentar situações similares as reais:  “perto da churrasqueira”, “na cozinha com a mãe cozinhando”, “perto da tomada”, entre outras. “O objetivo é acertar todas as questões em cada fase e o desafio é respondê-las da forma mais rápida possível, que garante maior pontuação.

 Os pré-testes feitos com crianças que utilizaram o aplicativo revelaram um bom nível de assimilação das informações sobre prevenção de queimaduras contidas no jogo. “Esse é um dado positivo, pois há uma reconhecida resistência do público infantil em utilizar jogos de conteúdo educativo, geralmente relacionados a imposições escolares. Com a difusão do “Com fogo não se brinca” esperamos promover a conscientização da criança para levar conhecimentos avalizados para os pais”, estima Alex Leal.

Para baixar o “Com fogo não se brinca, basta acessar o link do game no Google Play. Veja as fotos aqui 

.

Agência de Notícias

Assessoria de Comunicação Social

Secretaria de Estado de Saúde do DF

(61) 3348-6109/2536

<-Voltar