Em busca de soluções – presidente do CONASS pede ao ministro Eliseu Padilha, soluções para que as Upas possam ser abertas

índice

A situação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24 horas que ainda não foram habilitadas pelo Ministério da Saúde foi tema de audiência entre o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, o secretário estadual da Saúde, João Gabbardo, e o deputado Gabriel Souza (PMDB) na tarde de ontem.

No encontro, Gabbardo pediu soluções ao governo para que as UPAs possam ser abertas, já que estão prontas e equipadas, mas dependem de recursos federais.

–  Hoje, vivemos uma situação muito ruim. O governo federal investiu quase R$ 1 bilhão para abrir essas unidades, os Estados também gastaram e agora elas estão paradas.índice1

Inclusive, o Tribunal de Contas começou a cobrar os municípios para que eles devolvam recursos- conta Cabbardo, que conversou com o chefe da Casa Civil na condição de presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Durante a reunião, Padilha telefonou para o ministro da Saúde, Ricardo Barros, e ouviu as explicações para a demora, que são financeiras. Sem dinheiro disponível no orçamento, a pasta estudará alternativas e colocará como prioridade encontrar uma solução para a abertura das UPAs.

 

Fotos: Fernando Aguiar/ Casa Civil
Fonte: Jornal Zero Hora

<-Voltar