Áreas técnicas da SES e Funesa planejam agenda de ações educacionais 2020

Diretores(as), coordenadores(as) e técnicos(as) das diretorias de Atenção Integral à Saúde (DAIS) e da Vigilância em Saúde (DVS) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), juntamente à Fundação Estadual de Saúde (Funesa), reuniram-se, nesta sexta-feira, 24, com o objetivo de alinhar e definir a agenda de ações de Educação Permanente em Saúde para o ano de 2020. Durante o encontro, os técnicos das principais áreas da SES que têm maior volume de ações operacionalizadas pela Funesa dialogaram, junto às referências técnicas e pedagógicas da Funesa, para que o cronograma de execução fosse concluído.

De acordo com o diretor de Atenção Integral da SES, João Lima, o ano de 2019 foi o último ano do PES (Planejamento Estadual de Saúde) e, sendo o último ano de planejamento, é também o ano que se inicia as discussões do novo planejamento. “Em dezembro último encerraram-se todas as discussões e o plano foi apresentado para ser aprovado na reunião do Conselho, agora em janeiro. É a partir do Plano Estadual de Saúde que tiramos as ações para quatro anos e, a cada ano, as ações executadas pela Funesa”, pontuou.

João Lima afirma, ainda, que, enquanto área, as datas são sugeridas, mas é preciso saber se as ações podem ser realizadas sem estar em choque com outras, pois o público é o mesmo. “Geralmente são os gestores, coordenadores de Atenção Primária, técnicos dos municípios. É uma obrigação da SES, com o apoio da Funesa, para que saíssemos com essa agenda fechada, onde se planeje melhor distribuição das ações durante o ano, respeitando o pedido dos Municípios através do Cosems (Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde).

Para a diretora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Mércia Feitosa, uma das principais propostas foi que houvesse uma integração entre as diretorias, pois quem faz a Vigilância são os profissionais que estão na Atenção Básica/Primária. “Construir juntos é essencial, pois fortalece as ações, para que o planejamento seja em conjunto. Hoje foi um momento ímpar, pois o instrumento de gestão atua de forma integrada. Essa construção tem todo um potencial para que durante o ano possamos alcançar êxito, não apenas na qualificação, mas no despertar desses profissionais e seja possível colher os frutos visualizados até nas mudanças dos indicadores de saúde, já que a proposta da qualificação também visa a mudança de um cenário epidemiológico”, ressaltou.

Durante a reunião, a diretora geral da Funesa, Lavínia Aragão, apresentou o calendário de ações, que está disponível no site da Funesa para livre consulta, sobretudo para os gestores e profissionais de saúde dos municípios que são público-alvo dos cursos e ações ofertadas pela Fundação. “Essa construção representa um avanço no que diz respeito ao planejamento e operacionalização das ações previstas no Plano Anual de Atividades de 2020. Com base nisso, teremos tempo e condições de planejar as etapas necessárias, visando a plena execução das ações programadas, de forma que cumpram com seu objetivo pedagógico”, concluiu Lavínia.

Fonte: SES/SE

<-Voltar