Bahia lança aplicativo que permite mapear focos do mosquito Aedes Aegypti

Desde  o dia 4 de janeiro, a população e o poder público ganham uma nova arma para combater o mosquito Aedes aegypti, que é o transmissor da dengue, febre chikungunya e zika. O Caça Mosquito é um aplicativo de celular, inicialmente na plataforma Android, que possibilita fotografar e denunciar criadouros, em qualquer lugar e a qualquer hora.

A iniciativa da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) em parceria com a Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb) busca, simultaneamente, localizar os criadouros a partir do georreferenciamento (GPS) e acionar os órgãos municipais para a eliminação dos focos. Como resultado, espera-se controlar rapidamente os surtos.

O aplicativo está disponível para download na Google Play (https://goo.gl/Om6JvA) e em breve, os usuários da plataforma iOS poderão utilizar o sistema.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, esta é mais uma estratégia complementar de combate ao mosquito. “Estimulamos a inovação e temos investido em iniciativas como o mosquito transgênico e testes rápidos, bem como analisado a eficácia de repelentes com nanotecnologia e pesquisas como que estudam o bacillus thuringiensis e a wolbachia”, afirma o secretário.

Saiba como utilizar o app – http://goo.gl/r6aGA5

Texto e Foto: Ascom Sesab
Zika/aplicativo

<-Voltar