Belo Horizonte recebe oficina sobre bloqueio de transmissão de arboviroses

Crédito: Alessandra Maximiano

Cerca de 200 agentes e técnicos de endemias do município de Belo Horizonte participaram de uma oficina de capacitação sobre técnicas de bloqueio de transmissão de arboviroses. Realizada entre os dias 15 e 17 de janeiro, o treinamento dividiu os profissionais em três turmas. Foram focados pontos estratégicos e utilização do UBV (inseticida de ultrabaixo volume) costal e veicular.

A proposta de realização do evento foi revisar com os participantes do município de Belo Horizonte as técnicas de aplicação de larvicidas, adulticidas de efeito residual e dos aerossóis, além dos equipamentos motorizados, como as bombas de UBV. O planejamento de ações estratégicas de aplicação, noções básicas de mecânica e manutenção das máquinas para melhor desempenho e utilização dos equipamentos para o combate ao Aedes aegypti também foram pontos abordados.

Para a referência técnica de campo de Endemias da Regional de Saúde de Belo Horizonte, Elder Eustáquio de Souza, a capacitação dos profissionais foi de extrema importância. “Eles tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas, saber um pouco mais sobre as manutenções da bomba costal de UBV e sobre o inseticida utilizado em forma de fumacê para o combate ao mosquito”, apontou.

O agente de Combate a Endemias, Ronan Abreu da Silva, que atua no bairro Itamarati, em Belo Horizonte, aprovou a capacitação. “Nestes três dias, todos nós acabamos aprendendo mais, pois o conhecimento sobre o assunto sempre é bom, principalmente quando se trata de novas técnicas”, afirmou.

Nos dias 11,12 e 13 de fevereiro, os mesmos agentes e técnicos de endemias participarão de um treinamento prático na Central de UBV de Belo Horizonte. Formas de aplicação e técnicas de uso do UBV serão repassadas aos profissionais de forma prática.

Por Alessandra Maximiano – SES/MG

<-Voltar