BIREME/OPAS lança mapas de evidências sobre aplicabilidade clínica das práticas integrativas e complementares de saúde

Crédito da foto: Andrey_Popov/Shutterstock.com

O Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde da Organização Pan-Americana da Saúde (BIREME/OPAS) lançou nesta quinta-feira (5) uma série de mapas de evidências sobre a aplicabilidade clínica de práticas integrativas e complementares de saúde (PICS). O objetivo da iniciativa é sintetizar, identificar, descrever e caracterizar a evidência científica existente para determinadas temáticas e mapear as lacunas no conhecimento.

Os resultados deste trabalho – realizado com esforços conjuntos entre BIREME/OPAS, Rede MTCI Américas e Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa (CABSIn) – servirão de apoio aos profissionais de saúde, tomadores de decisão e pesquisadores que atuam na construção de ações de saúde baseadas em evidências.

Segundo Socorro Gross, representante da OPAS/OMS no Brasil, os mapas de evidências permitirão que “continuemos fortalecendo e sistematizando o conhecimento com base científica e continuar oferecendo às pessoas a possibilidade de lutar para que essas práticas estejam disponíveis de forma segura e oportuna para o bem comum de nossas populações e para que ninguém fique para trás”.

Para Diego González, diretor da BIREME, os mapas “colocarão a evidência nas mãos dos tomadores de decisão e da população para utilizar as PICS no marco de um conjunto de soluções aos problemas de saúde”.

São, ao todo, 14 mapas de evidências sobre PICS incluídas na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PNPIC). Confira abaixo quais são:

Contribuições das Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas (MTCI) no contexto da pandemia de COVID-19

Efetividade Clínica da Fitoterapia e Plantas Medicinais para Cicatrização e Doenças Agudas

Efetividade Clínica da Acupuntura

Efetividade Clínica da Prática da Meditação

Efetividade Clínica da Prática do Yoga

Efetividade Clínica das Plantas Medicinais e Fitoterapia para Saúde Mental e Qualidade de Vida

Efetividade Clínica das Plantas Medicinais e Fitoterapia para Distúrbios Metabólicos e Fisiológicos

Efetividade Clínica das Plantas Medicinais e Fitoterapia para Doenças Crônicas e Dor

Aplicação clínica da Ozonioterapia Bucal

Efetividade Clínica da Shantala

Efetividade Clínica da Reflexologia

Efetividade Clínica das Práticas Mente e Corpo da Medicina Tradicional Chinesa

Efetividade Clínica da Auriculoterapia

Efetividade Clínica da Ozonioterapia Médica

O encontro virtual também contou com a participação do Observatório Nacional de Saberes e Práticas Tradicionais, Integrativas e Complementares em Saúde (ObservaPICS), iniciativa que compartilha experiências e estudos acerca das PICS com pesquisadores, trabalhadores, gestores e usuários do SUS. Clique aqui para acessar os Boletins de Evidências do observatório.

Fonte: Opas/OMS

<-Voltar