Brasil e Uruguai constroem Plano de Contingência conjunto para a área de fronteira

Autoridades da área da Saúde brasileiras e uruguaias estão trabalhando em conjunto para combater a epidemia da Covid-19 na área de fronteira entre os dois países. A secretária da Saúde, Arita Bergmann, se reuniu nesta quarta-feira (10), em videoconferência, com representantes dos Ministérios da Saúde do Brasil e do Uruguai, para discutir a formação de um Centro Binacional de Operações de Emergências para resposta ao novo coronavírus e elaborar um Plano de Contingência Binacional.

A ideia é abordar questões de vigilância, suporte laboratorial e medidas de controle da infecção em pontos de entrada entre os dois países e promover ações integradas entre as vigilâncias em saúde, assistência à população nas cidades fronteiriças e compartilhamento de informações. Neste primeiro momento, as atenções estão voltadas essencialmente para as cidades de Santana do Livramento e Rivera, por ser um dos locais de maior fluxo de turismo do sul do Brasil.

“O trabalho de cooperação na área da saúde com o Uruguai acontece há mais tempo, mas essa troca de experiências se torna ainda mais importante nesta época de pandemia”, pontuou a secretária Arita. “Nosso propósito é salvar vidas, independente de ser brasileira ou uruguaia”, completou.

De acordo com a diretora-geral de coordenação do Ministério da Saúde Pública do Uruguai, Karina Rando, as ações devem ser pensadas nos três eixos: prevenção, assistência e vigilância.

Além de adotarem as mesmas regras de distanciamento e de abertura do comércio, as cidades fronteiriças também irão proporcionar testagem conjunta contra a doença e estabelecer um mecanismo único de controle da proliferação da Covid-19. Como regra geral, valerão as normas das bandeiras do plano de distanciamento controlado gaúcho.

Além de Livramento e Rivera, as cidades que farão parte do acordo são: Aceguá (RS) e Acegua (Uruguai); Quaraí (RS) e Artigas (Uruguai); Barra do Quaraí (RS) e Bella Union (Uruguai); Chuí (RS) e Chuy (Uruguai); e Jaguarão (RS) e Rio Branco (Uruguai).

Também participaram da reunião a secretária de Relações Federativas e Internacionais do RS, Ana Amélia Lemos, autoridades municipais de saúde de Santana do Livramento e Rivera, os embaixadores de ambos os países e deputados estaduais.

@IMG 9653– – Foto: Marília Bissigo/Divulgação SES

Fonte: SES/RS

<-Voltar