Brigada estadual de combate ao Aedes inspecionou mais de 120 mil imóveis este ano

Foto: Funesa

Num trabalho diário e incessante do Governo do Estado no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus, a Brigada Itinerante, gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da Fundação Estadual de Saúde (Funesa), já realizou 120.769 visitas a imóveis em todo o estado de Sergipe em 2017.

Os dados da Coordenação de Promoção e Prevenção à Saúde (Copps/Funesa) se referem ao primeiro semestre. “Os números se mantêm com uma excelente média, mesmo tendo uma queda na produtividade no mês de junho por conta das férias de 24 agentes de endemias e também pelas chuvas neste período”, comemorou a coordenadora Liliane Trindade.

Quem também fez questão de parabenizar os resultados apresentados pela Brigada foi o diretor-geral da Funesa, Adriel Alcântara. “Este é o resultado do trabalho feito pelos agentes de endemias diariamente, viajando e visitando municípios do interior. Os números mostram também a prioridade que as gestões do secretário Almeida Lima e do governador Jackson Barreto vêm dando ao combate ao Aedes”, afirmou.

Ele lembrou que recentemente Sergipe também apresentou números relacionados à redução das notificações de casos de microcefalia, que tem relação com o zika vírus. Numa comparação com o ano passado, a queda no total de notificações foi de 97%. “Por isso é muito importante a presença de uma força-tarefa que ajuda os municípios a combater com eficiência a proliferação do mosquito”, completou.

De acordo com os dados, até junho foram 62 visitas realizadas em mais de 50 municípios sergipanos, resultando em 37.301 criadouros encontrados, tratando 29,13% destes e eliminando os outros 70,87%. “Além do trabalho dos agentes de endemias, os moradores também devem fazer a parte deles, realizando uma faxina semanalmente em busca de possíveis criadouros do Aedes e evitando locais e recipientes que podem acumular água”, alertou Liliane.

Funcionando desde 2008, a Brigada Itinerante é a única força-tarefa do Brasil criada por um governo estadual para o combate exclusivo ao mosquito Aedes aegypti. A equipe conta com agentes de endemias e supervisores que realizam as ações de combate de segunda a sexta-feira, visitando de dois a quatro municípios por semana, além de contar, também, com motoristas de veículos de Ultra Baixo Volume (UBV), o “carro fumacê”, aplicando o inseticida na capital e no interior do estado.

Por Ítalo Duarte

Assessoria de Comunicação/FUNESA

<-Voltar