Campanha de Vacinação termina hoje

Até o momento, 20, 6 milhões pessoas foram imunizadas em todo o país. Três estados já atingiram a meta de 80% de cobertura vacinal

A Campanha de Vacinação Contra a Gripe termina nesta sexta-feira em todo o país. Até a manhã de ontem, quinta-feira (31), 20,6 milhões de pessoas foram vacinadas contra a doença, o que representa 68,34% do público alvo. Em todo o país, 34 mil postos de saúde estão à disposição do público prioritário. A meta é proteger 24,1 milhões de pessoas deste grupo, que é formado por idosos a partir de 60 anos de idade, gestantes, população indígena, crianças entre seis meses e dois anos de idade e trabalhadores de saúde. O número representa 80% do público, considerado prioritário por ser vulnerável a desenvolver a forma mais grave da doença.

A campanha, que teria fim no dia 25 de maio, teve uma semana de prorrogação. Neste período, foram vacinadas aproximadamente cinco milhões de pessoas. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, alerta para a importância da vacina – oferecida gratuitamente nos 34 mil postos de saúde de todo o país – para a segurança, proteção e eficiência que vacina fornece contra os três vírus que mais circulam no Brasil. “A vacina é a melhor maneira de evitar a doença. Amanhã é o último dia da campanha nacional. É fundamental que as pessoas se protejam para o período de maior circulação do vírus da gripe que se aproxima”, explicou Padilha.

Três estados já atingiram a meta de vacinação – Santa Catarina com 786.840 pessoas vacinadas, o que representa 85,92%; o Acre, que já imunizou 89.744 pessoas, o que corresponde a 81,7%, e Alagoas, com 80,16% e 363.092 de vacinas aplicadas.

Entre as regiões, o Sul e o Centro-Oeste se destacam com 75,07% (3.373.032 pessoas) e 72,09%, (1.449.322 imunizados), respectivamente. No Nordeste, 5.678.148 pessoas já receberam a dose da vacina, totalizando 69,52% da população alvo.

Na região Norte, mesmo com as fortes chuvas, 1.513.398 pessoas foram imunizadas, o que representa 67,07%. E no Sudeste, 64,97% da população alvo foi vacinada, totalizando 8.586.639 pessoas.

Com 78,64% de imunizados (englobando 1.954.888 de pessoas), o grupo dos trabalhadores em saúde tem o maior índice de cobertura, entre os que compõem a população alvo da campanha contra a gripe.  As crianças com até dois anos de idade atingiram 75,19%, o que significa 3.249.172 de doses aplicadas.

Entre a população acima dos 60 anos, foram 13.849.533 doses aplicadas, representando 67,3% do público alvo.  A população indígena teve 56,75% de imunização, com 332.841 vacinados.

Já entre as gestantes o índice é de 60,59%, o que representa 1.309.183 de mulheres imunizadas.

O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, reforça a importância da vacina e descarta a possibilidade de haver efeitos nocivos. “A vacina é segura e a maioria das reações adversas é leve, como dor e sensibilidade no local da injeção. Só quem tem alergia a ovo não pode tomar a vacina”, ressaltou. O secretário explicou ainda que é impossível contrair gripe após a vacinação, como algumas pessoas costumam afirmar. “O vírus usado nesta vacina é inativado”, observou.

Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e, de 39% a 75%, a mortalidade global. Entre os residentes em lares de idosos, a vacina reduz o risco de pneumonia em cerca de 60%, e o de hospitalização e morte em aproximadamente de 50% a 68%, respectivamente. Os grupos prioritários foram escolhidos de acordo com a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) que se baseou em estudos epidemiólógicos e elegeram os mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Parcial da Campanha de Vacinação contra a Gripe

UF

Total

Pop.

Doses

Cob.

AC

109.848

89.744

81,7

AM

575.873

340.818

59,18

AP

82.404

62.664

76,04

PA

981.169

671.640

68,45

RO

201.219

145.364

72,24

RR

103.990

52.214

50,21

TO

202.080

150.954

74,7

NORTE

2.256.583

1.513.398

67,07

AL

452.944

363.092

80,16

BA

2.158.077

1.415.734

65,6

CE

1.312.364

845.261

64,41

MA

962.715

726.485

75,46

PB

636.595

432.130

67,88

PE

1.378.653

975.059

70,73

PI

487.772

360.890

73,99

RN

484.349

350.600

72,39

SE

294.608

208.897

70,91

NORDESTE

8.168.077

5.678.148

69,52

ES

526.613

388.713

73,81

MG

3.089.288

2.396.618

77,58

RJ

2.773.591

1.759.222

63,43

SP

6.827.173

4.042.086

59,21

SUDESTE

13.216.665

8.586.639

64,97

PR

1.658.911

1.282.473

77,31

RS

1.918.680

1.303.719

67,95

SC

915.756

786.840

85,92

SUL

4.493.347

3.373.032

75,07

DF

322.525

239.457

74,24

GO

835.862

661.165

79,1

MS

427.023

277.230

64,92

MT

425.125

271.470

63,86

C.OESTE

2.010.535

1.449.322

72,09

BRASIL

30.145.207

20.600.539

68,34

Fonte: Murilo Caldas / Agência Saúde

<-Voltar