Ceará – Tauá avança na planificação da atenção básica para modelo no país

Equipes de Saúde da Família encerram sexto módulo do projeto de construção do novo modelo de atenção primária para o município

A atenção básica de saúde no Brasil está avançando para um novo patamar com a experiência inédita de construção de um novo modelo de atenção à saúde que é posta em prática no município de Tauá, na região dos Inhamuns, Ceará. Após o final dos 12 módulos do Projeto de Planificação da Atenção Básica de Saúde, previsto para maio de 2015, as 23 equipes de Saúde da Família do município terão adotado o novo modelo de atenção, com a adequação das unidades básicas de saúde para atender as novas atribuições e necessidades definidas pelos 530 profissionais da atenção básica de Tauá, incluindo auxiliares de serviços gerais, agentes comunitários de saúde, técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos que concluem nesta quinta-feira, 4 de setembro, a metade da planificação, com o encerramento do sexto módulo do projeto.

Proposta pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e realizada pela Secretaria da Saúde do Estado com apoio da Escola de Saúde Pública do Ceará (Esp/Ce) e Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), a Planificação da Atenção Primária, iniciada em janeiro deste ano, torna o município de Tauá o campo do Laboratório de Atenção Primária do Ceará. Os participantes do laboratório se encontram mensalmente para analisar o cotidiano de trabalho, identificar situações-problemas e propor intervenções para qualificar a atenção prestada à população, com o objetivo de fortalecer a atenção primária de saúde na coordenação do cuidado e no ordenamento das redes de atenção à saúde.

Os módulos da planificação, realizados mensalmente, concentram os participantes por períodos de 16 horas, mais período de dispersão, com atividades realizadas nos territórios. No início de cada módulo, as equipes apresentam os resultados dos trabalhos de dispersão e a gestão municipal pactua os encaminhamentos e prazos para a reorganização da atenção à saúde. Todo o trabalho tem acompanhamento da Universidade de Fortaleza (Unifor) como observadora externa, para aplicação de pesquisa de avaliação de resultados em duas fases, com conclusão em dezembro de 2015.

“A experiência de Tauá servirá de modelo para os outros municípios do Ceará”, anunciou Vera Coelho, da Coordenadoria de Políticas de Atenção à Saúde da Secretaria da Saúde do Estado (Copas/Sesa), durante a realização do sexto módulo da planificação. Ela disse que a participação da Secretaria no projeto foi aprovada pelo Conselho Estadual de Saúde (Cesau) e despertou muito o interesse dos conselheiros. “Temos o compromisso de retornar ao Cesau com a avaliação final do projeto e torcemos para transformar o sistema municipal de saúde de Tauá para levar essa experiência para os outros municípios”, acrescentou. O representante da OPAS no treinamento, Lenildo de Moura, foi ainda mais longe. “Temos interesse que esse projeto tenha sucesso em Tauá porque queremos replicar a experiência em todo o Brasil e nas américas”, revelou. “Vocês estão tendo a oportunidade de mudar a saúde do país”, disse Lenildo, se dirigindo aos profissionais da atenção básica de Tauá participantes da planificação.

O CONASS iniciou em 2008 a Planificação da Atenção Primária à Saúde em alguns estados, com o objetivo de assessorar as secretarias estaduais na reorganização do seu sistema de saúde, promovendo a integração das ações e serviços de saúde, o fortalecimento da atenção primária e a consequente implantação das redes de atenção. Laboratório de Atenção Primária do Ceará, pela primeira vez a planificação é realizada no município, envolvendo no processo todos os profissionais das equipes de Saúde da Família. Esse método permite que a planificação seja adotada na atenção básica à medida que os módulos avançam, de modo que, ao final do treinamento, o novo modelo de atenção esteja implantado.

A metodologia das oficinas se propõe a fornecer instrumentos, ferramentas e tecnologias de planejamento da atenção à saúde, por meio de capacitação das equipes. Os conhecimentos são repassados às equipes municipais da atenção primária, para organizarem seus processos de trabalho e, consequentemente, melhorar seus indicadores de saúde e a qualidade da atenção prestada. “Ainda não tínhamos essa experiência de capacitar juntos todos os profissionais do sistema e essa é uma oportunidade ímpar”, avaliou Vera Coelho. “A gente precisava fazer algo diferente e isso vai mexer com toda a forma de trabalho das equipes de Saúde da Família até aqui, porque vai ter que melhorar o serviço prestado à população”, disse a prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar, também presente no treinamento. “Com o sucesso da experiência, as conquistas nos outros níveis de atenção virão como consequência”, prevê a prefeita.


Assessoria de Comunicação da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará
(85) 3101-5220 / 3101.5221

<-Voltar