Ciclo de Debates: Como organizar a APS para resposta à pandemia Covid-19? A experiência de Florianópolis

Durante a transmissão comunitária da Covid-19, como que a Atenção Primária à Saúde (APS) deve atuar na comunidade? O que deve ser feito para que a APS não se transforme em centro propagador do novo coronavírus, mas que mantenha a atenção prestada na comunidade?

Para discutir estas questões, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) no Brasil e a Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis (SC) promovem o debate virtual Como organizar a Atenção Primária à Saúde para a resposta à Covid-19 – Experiência da SMS de Florianópolis, nesta quinta-feira (30/04), às 17h.

Segundo experiências de países, os sistemas de saúde precisam contar com o fortalecimento da atenção hospitalar, mas também, com estratégias de enfrentamento que se projetam para a comunidade, com ações manejadas pela APS. Existem diferentes opções de reorganização do modelo de atenção da APS para responder à pandemia. Cada lugar tende a escolher a solução que mais se adapta ao contexto e aos recursos disponíveis. Muitas dessas soluções são criativas e inovadoras, compartilhá-las significa proporcionar aos gestores elementos importantes para orientar suas escolhas.

Local: https://apsredes.org

Dia: 30/04/2020 às 17 horas.

Convidados:

  • Representantes da SMS Florianópolis:
    • Matheus Pacheco (médico de família e comunidade, Gerente de Inteligência e Informação)
    • Tiago Barra Vidal (médico de família e comunidade, Diretor de Atenção à Saúde)
    • Filipe Perini (infectologista, Gerente de Integração Assistencial)
  • Debatedora: Maria José Evangelista (CONASS)
  • Moderador: Renato Tasca (OPAS/OMS)

Fonte: APS Redes

<-Voltar