Comissão de Seguridade Social e Família promove debate sobre papel do parlamento na luta contra a tuberculose

Audiência pública terá a participação do inglês Nick Herbert, presidente da Frente Parlamentar Global de Enfrentamento à Tuberculose, além de representantes do Ministério da Saúde e da Opas

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados promove nesta quinta-feira (8), às 9h30, uma audiência pública com o objetivo de debater o papel do parlamento na luta contra a tuberculose no mundo. O encontro contará com a presença do parlamentar inglês Nick Herbert, que preside a Frente Parlamentar Global de Enfrentamento à Tuberculose. Na ocasião, serão discutidos a Estratégia Global pelo Fim da Tuberculose e os próximos passos da frente global.

Além de Nick Herbert, estarão presentes o diretor do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, um representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e integrantes da Frente Parlamentar pela Luta Contra a Tuberculose, coordenada pelo deputado Antonio Brito, também presidente da Comissão de Seguridade Social e Família.

Formada por parlamentares dos cinco continentes, a Frente Parlamentar Global de Enfrentamento à tuberculose foi criada a partir da Declaração de Barcelona, assinada em outubro de 2014 por representantes da África do Sul, Brasil, Canadá, Estados Unidos, França, Índia, Quênia, Reino Unido e Tanzânia. Hoje, a declaração já foi assinada por mais de 590 parlamentares de 96 países. O grupo destaca a importância de usar os meios à disposição para requerer ações sustentadas pelos governos, de forma a garantir recursos nacionais e internacionais para o combate à tuberculose, e de fomentar a priorização da doença nas agendas políticas.

Na visão de Nick Herbert, o papel do parlamentar é fundamental para garantir a presença desses temas no debate político de cada país. “À medida que novas ameaças como o ebola demandam a atenção de todo o mundo, precisamos lembrar aos líderes políticos que a tuberculose ainda mata 1,5 milhão de pessoas todos os anos, o que significa que a cada dia ela mata tantas pessoas quanto o ebola matou no total. O mundo não pode se dar ao luxo de fazer escolhas entre enfrentar uma ou outra doença – é preciso lutar em todas as frentes para vencer todas as epidemias”, assinala.

No Congresso brasileiro, a Frente Parlamentar pela Luta Contra a Tuberculose – composta por deputados e senadores – tem o objetivo de acompanhar a política nacional de controle da tuberculose, buscando, de forma contínua, aperfeiçoar a legislação relacionada à saúde, à assistência social e a outras políticas vinculadas, a partir das comissões temáticas da Câmara e do Senado.

Campanha Nacional de Controle da Tuberculose 2015

Neste ano, o mote da Campanha Nacional de Controle da Tuberculose, promovida pelo Ministério da Saúde, é “testar, tratar e vencer”. A campanha é protagonizada pelo jogador de futebol Thiago Silva, que alerta no vídeo de divulgação: “Tuberculose existe, mas tem cura”. O zagueiro foi diagnosticado com a doença em 2005, quando jogava em um time russo. Ele retornou ao Brasil, onde recebeu tratamento gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), foi curado e seguiu a carreira de jogador.

A falta de informação pode ser um obstáculo ao diagnóstico e ao tratamento. Por isso, as peças da campanha alertam que pessoas com tosse por mais de três semanas – principal sintoma da doença – devem procurar um serviço de saúde. Além disso, para serem curados, os pacientes não podem interromper o tratamento, que dura seis meses. O objetivo da campanha é levar mais informação às pessoas, para acabar com o preconceito sobre a doença.

SERVIÇO

Audiência pública sobre o papel do Parlamento na luta contra a tuberculose no mundo
Comissão de Seguridade Social e Família
Data: quinta-feira (8)
Horário: 9h30
Local: Plenário 07 do Anexo II da Câmara dos Deputados

Assessoria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social
E-mail: imprensa@camara.gov.br
http://twitter.com/CamaraDeputados
Tel: (61) 3216-1507 / 1807

<-Voltar