Comitiva da Saúde visita Centro Integrado Viva Vida/ Hiperdia de Santo Antônio do Monte

Na última sexta-feira, 15 de fevereiro, uma Comitiva formada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS),  Conselho Nacional  de Secretórios de Saúde (Conass) estiveram em Santo Antônio do Monte, município jurisdicionado à Superintendência Regional de saúde de Divinópolis, para uma visita técnica ao Centro Integrado Viva Vida/Hiperdia.

O objetivo do encontro foi conhecer a situação de saúde do município na organização das Redes de atenção às condições crônicas, além de estabelecer parceria para a implantação do Laboratório de Inovação e Tecnologia que terá como meta gerar inovação através de pesquisas avaliativas e produzir evidências que originem resultados positivos à população no tratamento de doenças como diabetes e hipertensão.

“A ideia é realizar um trabalho de pesquisa e utilizar novas técnicas junto com a Atenção Primária e articulá-la com a Atenção Secundária”, pontuou o representante do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Eugênio Vilaça.

Na ocasião, os integrantes participaram também da apresentação das experiências exitosas do Centro Viva Vida de Referência Secundária- CVVRS/Hiperdia aos hipertensos, diabéticos, gestantes e visitaram as Unidades de Atenção Primária da cidade.

O prefeito de Santo Antônio do Monte, Wilmar de Oliveira, destacou a importância da Atenção Primária para a concretização do Laboratório de Inovação e Tecnologia para todo o Centro-Oeste. “Aqui, os usuários são co-gestores, os verdadeiros responsáveis pela sua saúde e este Laboratório de estudos será um passo importante não só para o Centro Integrado Viva Vida/Hiperdia, mas para toda região”. A Secretária Municipal de Saúde, Raquel Fátima Ferreira, acrescentou que “o laboratório vem contribuir com uma nova estruturação da Atenção Primária, com foco na qualidade do atendimento, preocupado em agregar valor ao usuário”.

Este valor é que a Organização Pan-Americana de Saúde busca reconhecer por meio destas experiências inovadoras e disseminar para outros estados e países.  “Nosso objetivo é reconhecer algumas parcerias que são inovadoras e levar essas experiências que apresentem evidências de resultados”. É missão da Opas fazer este intercâmbio”, explicou o Consultor Técnico da Unidade de Serviço de Saúde da Organização,  Fernando Leles.

Para a enfermeira e Coordenadora do CVVRS/Hiperdia, Priscila Rabelo, as experiências exitosas se devem ao modelo de atenção às doenças crônicas adotadas pelo Centro, além do trabalho multidisciplinar que envolve enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, farmacêuticos, assistente social, técnicos de enfermagem e médicos que colaboram para o plano de trabalho com o usuário do qual ele participa e é responsável pelo tratamento. “Hoje o Centro atende 200 pessoas por dia e este Laboratório de Inovação e Tecnologia vai possibilitar ajudar o paciente no entendimento de rede de atenção à saúde, de atenção compartilhada, pois as técnicas desenvolvidas aqui serão ampliadas para outros lugares”, frisou a Coordenadora.

O Consultor da SES-MG para a Rede Hiperdia Minas, Ailton Cesário, ressaltou que o momento é ideal. “É hora de dar um passo além. Sair da prática que traz um alto grau de satisfação para os nossos usuários, profissionais, gestores e produzir a partir de agora evidências que mostrem os resultados alcançados aqui de forma muito pioneira no tratamento de doenças crônicas”, comentou o Consultor da SES.

A disponibilidade de informações e dados epidemiológicos serão necessários para a construção deste projeto que contará com cooperação técnica da Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis.  “Como Unidade Regional de Saúde, nós estamos mais próximos dos municípios, conhecendo, assim, a realidade local. Desta forma, podemos promover a interface dos demais envolvidos no projeto”, finalizou a Superintende Regional de Saúde Divinópolis, Kênia Carvalho.

Créditos: Henrique Chendes – SES/MG

<-Voltar