CONASS, CONasems, CNS e parlamentares pressionam pela votação da PEC n. 01/15

Durante toda a tarde de ontem (16), CONASS, Conasems, CNS e parlamentares da bancada da saúde estiveram reunidos com a equipe econômica do governo que apresentou nova proposta para elevar o percentual de aplicação com saúde e assim colocar em votação a PEC n. 01/15. A proposta no entanto, não foi aceita, pois eleva o percentual de aplicação com saúde para 15% da receita corrente líquida apenas no ano de 2018, ficando muito aquém da proposta apresentada anteriormente pelo líder do Governo na Câmara, José Guimarães.

Jurandi Frutuoso, secretário executivo do CONASS, ressaltou que o subfinanciamento do SUS é histórico e tem sido negligenciado ao longo dos anos. “Não dá mais para postergarmos esse processo porque a situação do SUS se aprofundou demais”, disse.

Ele observou ainda que a proposta é inaceitável, tendo em vista que os 14,8% destinados no ano passado já não foram suficientes e portanto, não seria possível aceitar a proposta de 15% apenas em 2018.

O deputado federal e autor da PEC, Vanderlei Macriz (PSDB/SP) deixou claro que a bancada está flexível para negociar, mas que para isso é preciso boa vontade e decisão política por parte do governo.

Apesar da negociação com o governo não ter avançado ontem, parlamentares e os representantes dos Conselhos manterão a pressão nesta quarta-feita (17), para colocar a PEC em votação.


Assessoria de Comunicação do CONASS

ascom@conass.org.br

(61) 3222-3000

<-Voltar