CONASS participa do Congresso Nacional das Santas Casas e debate a Política Nacional de Atenção Hospitalar

Os objetivos e diretrizes da Política Nacional de Atenção Hospitalar (PNHOSP), estão sendo debatidos no 23º Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, em Brasília. A assessora técnica do CONASS, Lídia Tonon, apresentou hoje (07), a visão do Conselho sobre a PNHOSP.

Em debate com a diretora de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, Maria do Carmo e com o assessor do Conasems, Marcos Franco, a assessora ressaltou a importância da discussão do tema para o SUS e do papel do CONASS na construção da política.

“Nós realizamos oficinas com técnicos dos estados e consensuamos com a Assembleia do CONASS as questões mais importantes para a construção dessa política”, disse, citando.

Dentre essas questões, Tonon citou a necessidade de que os hospitais sejam parte integrante das Redes de Atenção à Saúde, bem como a necessidade  de mais financiamento para o sistema. “Não é possível discutir o papel dos hospitais e a sua relevância nas redes sem que haja os recursos necessários”.

A assessora observou também que é fundamental ter a consciência de que essa reforma no sistema hospitalar do país, leva tempo para acontecer. “Se observamos como se deu essa transformação em países que têm um sistema de saúde parecido com o SUS, vamos perceber que ela não se deu de um dia para o outro, mas sim em aproximadamente entre 10 e 15 anos”.

O Congresso Nacional de Santas Casas e  Hospitais Filantrópicos

O Congresso Nacional de Santas Casas e Hospitais Filantrópicos acontece em Brasília, entre os dias 6 e 8 de agosto.

OMinistério da Saúde vem anunciando a intenção de reorganizar a Atenção Hospitalar no SUS para fortalecer práticas assistenciais e gerenciais estratégicas, o uso racional dos recursos e a qualificação dos processos de trabalho, visando maior resolutividade no cuidado integral em saúde. Portanto, vem aí uma nova Política Nacional de Atenção Hospitalar, acompanhada do estabelecimento de diretrizes operacionais para a contratualização de todos os prestadores de serviços ao Sistema Único de Saúde – SUS. Duas consultas públicas foram editadas para que a sociedade e os segmentos interessados pudessem contribuir no aperfeiçoamento dessa proposta.

Diante de grandes mudanças que a proposta implica, a CMB decidiu estruturar o seu Congresso Nacional com foco nesses assuntos, de forma a oferecer aos congressistas volume adequado de informações que lhes permitam entender as diretrizes que irão nortear a nova Política, a inserção dos hospitais e o novo modelo de gestão e atenção hospitalar e a formação dos processos de trabalho no hospital. Também estará em análise e discussão o processo, a forma e as condições para a contratualização de todos os prestadores de serviços ao SUS.

O evento inclui espaço para a discussão e revisão dos principais problemas que tem motivado indeferimentos de solicitação de renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social. Nele estará a Equipe DCEBAS do Ministério da Saúde para fornecer as mais seguras orientações sobre o assunto.

Saiba mais no site: http://www.eventos.cmb.org.br/

 

 

 

<-Voltar