CONASS reconhece importância da Rede para o aperfeiçoamento permanente das Escolas de Saúde

A coordenadora da Secretaria Executiva da Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública, professora Tânia Celeste Matos Nunes, realizou no final de outubro, em Brasília, uma apresentação sobre a Rede aos membros do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

A palestra atendeu ao convite da entidade, que desejou conhecer melhor a Rede de Escolas, seus propósitos e estratégias de atuação. A professora Tânia Celeste destacou os esforços que têm sido feitos para fortalecer as Escolas, a formação para o SUS e as políticas de educação e trabalho na saúde.

A coordenadora da Secretaria Executiva  mencionou a pesquisa de 2008 realizada pela Rede, com o apoio da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS), como ponto de partida para as ações que vêm sendo desenvolvidas com as Escolas no campo da gestão, da Vigilância da Saúde, do Controle Social, da Comunicação e da Regulação, dando um destaque para o Projeto de Acreditação Pedagógica dos Cursos Lato Sensu, que vem sendo implantado na Rede, com o apoio da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), do Ministério da Saúde, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da École de Hautes Études en Santé Publique.

Foram relatados os projetos já realizados ao longo dos últimos cinco anos, assim como a estrutura de governança da Rede. A professora Tânia apontou os novos temas e projetos que serão objeto de trabalho da Rede em 2014 e 2015, entre os quais, a Educação Permanente, o Contrato de Ação Pública (COAP), a Comunicação e a Educação relacionadas à melhoria da Assistência à Saúde com inclusão, a formação em Saúde Pública, a Acreditação Pedagógica, entre outros, com o apoio do Ministério da Saúde e CNPq.

Foi ressaltada a importância que o tema da certificação adquiriu com o apoio da (SGTES/MS), da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) e do MEC. A Rede realizou um encontro que promoveu uma sistematização coletiva dos processos junto a 16 Escolas com vistas à obtenção da autorização do MEC para a certificação dos cursos de especialização, assim como para a oferta da formação à distância.

Esse debate foi muito valorizado pelos secretários, reconhecendo que as certificações e autorizações potencializarão as ofertas educativas nas Escolas, em diálogo com o trabalho em cada Secretaria e agregarão a possibilidade de inclusão de seus trabalhadores em programas de profissionalização, com reflexos na qualidade da assistência. A habilitação para a oferta de Programas de EAD também favorecerá a inclusão das Escolas na UNA-SUS.

Com relação à Acreditação Pedagógica, foi noticiada a criação em 2014, da Agência de Acreditação Pedagógica dos cursos lato sensu em articulação com a ABRASCO, estando em andamento uma agenda importante, com vistas a essa implantação . A professora Tânia fez um convite ao CONASS para participar do Conselho de Acreditação da Agência Acreditadora, instância encarregada das decisões políticas.

Foi ainda mencionada a realização em 2014 das Oficinas de Trabalho sobre Acreditação Pedagógica em todos os Estados da federação, com a expectativa de construir adesão ao Projeto e de aperfeiçoá-lo com a participação de todos.

A professora Tânia Celeste transmitiu a reivindicação das Escolas de Saúde Pública, formulada em um dos Encontros Nacionais, de integrarem a Câmara Técnica do CONASS, ao lado dos representantes das áreas de Trabalho das Secretarias de Saúde. Os Secretários, por sua vez, mencionaram a importância da Rede no aperfeiçoamento permanente das Escolas, destacando a importância da atividade educativa para o SUS.

Fonte: Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública

Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública – See more at: http://rededeescolas.ensp.fiocruz.br/node/281#sthash.SnL0AFQC.dpuf
Publicado porAnônimo (não verificado) on qui, 07/11/2013 – 15:50 in

A coordenadora da Secretaria Executiva da Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública, professora Tânia Celeste Matos Nunes, realizou no final de outubro, em Brasília, uma apresentação sobre a Rede aos membros do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

 

 

A palestra atendeu ao convite da entidade, que desejou conhecer melhor a Rede de Escolas, seus propósitos e estratégias de atuação. A professora Tânia Celeste destacou os esforços que têm sido feitos para fortalecer as Escolas, a formação para o SUS e as políticas de educação e trabalho na saúde.
A coordenadora da Secretaria Executiva  mencionou a pesquisa de 2008 realizada pela Rede, com o apoio da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS), como ponto de partida para as ações que vêm sendo desenvolvidas com as Escolas no campo da gestão, da Vigilância da Saúde, do Controle Social, da Comunicação e da Regulação, dando um destaque para o Projeto de Acreditação Pedagógica dos Cursos Lato Sensu, que vem sendo implantado na Rede, com o apoio da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), do Ministério da Saúde, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da École de Hautes Études en Santé Publique.

 

 

Foram relatados os projetos já realizados ao longo dos últimos cinco anos, assim como a estrutura de governança da Rede. A professora Tânia apontou os novos temas e projetos que serão objeto de trabalho da Rede em 2014 e 2015, entre os quais, a Educação Permanente, o Contrato de Ação Pública (COAP), a Comunicação e a Educação relacionadas à melhoria da Assistência à Saúde com inclusão, a formação em Saúde Pública, a Acreditação Pedagógica, entre outros, com o apoio do Ministério da Saúde e CNPq.
Foi ressaltada a importância que o tema da certificação adquiriu com o apoio da (SGTES/MS), da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) e do MEC. A Rede realizou um encontro que promoveu uma sistematização coletiva dos processos junto a 16 Escolas com vistas à obtenção da autorização do MEC para a certificação dos cursos de especialização, assim como para a oferta da formação à distância.
Esse debate foi muito valorizado pelos secretários, reconhecendo que as certificações e autorizações potencializarão as ofertas educativas nas Escolas, em diálogo com o trabalho em cada Secretaria e agregarão a possibilidade de inclusão de seus trabalhadores em programas de profissionalização, com reflexos na qualidade da assistência. A habilitação para a oferta de Programas de EAD também favorecerá a inclusão das Escolas na UNA-SUS.
Com relação à Acreditação Pedagógica, foi noticiada a criação em 2014, da Agência de Acreditação Pedagógica dos cursos lato sensu em articulação com a ABRASCO, estando em andamento uma agenda importante, com vistas a essa implantação . A professora Tânia fez um convite ao CONASS para participar do Conselho de Acreditação da Agência Acreditadora, instância encarregada das decisões políticas.
Foi ainda mencionada a realização em 2014 das Oficinas de Trabalho sobre Acreditação Pedagógica em todos os Estados da federação, com a expectativa de construir adesão ao Projeto e de aperfeiçoá-lo com a participação de todos.
A professora Tânia Celeste transmitiu a reivindicação das Escolas de Saúde Pública, formulada em um dos Encontros Nacionais, de integrarem a Câmara Técnica do CONASS, ao lado dos representantes das áreas de Trabalho das Secretarias de Saúde. Os Secretários, por sua vez, mencionaram a importância da Rede no aperfeiçoamento permanente das Escolas, destacando a importância da atividade educativa para o SUS.

– See more at: http://rededeescolas.ensp.fiocruz.br/node/281#sthash.SnL0AFQC.dpuf

CONASS reconhece importância da Rede para o aperfeiçoamento permanente das Escolas de Saúde

Publicado porAnônimo (não verificado) on qui, 07/11/2013 – 15:50 in

A coordenadora da Secretaria Executiva da Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública, professora Tânia Celeste Matos Nunes, realizou no final de outubro, em Brasília, uma apresentação sobre a Rede aos membros do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS).

 

 

A palestra atendeu ao convite da entidade, que desejou conhecer melhor a Rede de Escolas, seus propósitos e estratégias de atuação. A professora Tânia Celeste destacou os esforços que têm sido feitos para fortalecer as Escolas, a formação para o SUS e as políticas de educação e trabalho na saúde.
A coordenadora da Secretaria Executiva  mencionou a pesquisa de 2008 realizada pela Rede, com o apoio da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS), como ponto de partida para as ações que vêm sendo desenvolvidas com as Escolas no campo da gestão, da Vigilância da Saúde, do Controle Social, da Comunicação e da Regulação, dando um destaque para o Projeto de Acreditação Pedagógica dos Cursos Lato Sensu, que vem sendo implantado na Rede, com o apoio da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), do Ministério da Saúde, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da École de Hautes Études en Santé Publique.

 

 

Foram relatados os projetos já realizados ao longo dos últimos cinco anos, assim como a estrutura de governança da Rede. A professora Tânia apontou os novos temas e projetos que serão objeto de trabalho da Rede em 2014 e 2015, entre os quais, a Educação Permanente, o Contrato de Ação Pública (COAP), a Comunicação e a Educação relacionadas à melhoria da Assistência à Saúde com inclusão, a formação em Saúde Pública, a Acreditação Pedagógica, entre outros, com o apoio do Ministério da Saúde e CNPq.
Foi ressaltada a importância que o tema da certificação adquiriu com o apoio da (SGTES/MS), da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) e do MEC. A Rede realizou um encontro que promoveu uma sistematização coletiva dos processos junto a 16 Escolas com vistas à obtenção da autorização do MEC para a certificação dos cursos de especialização, assim como para a oferta da formação à distância.
Esse debate foi muito valorizado pelos secretários, reconhecendo que as certificações e autorizações potencializarão as ofertas educativas nas Escolas, em diálogo com o trabalho em cada Secretaria e agregarão a possibilidade de inclusão de seus trabalhadores em programas de profissionalização, com reflexos na qualidade da assistência. A habilitação para a oferta de Programas de EAD também favorecerá a inclusão das Escolas na UNA-SUS.
Com relação à Acreditação Pedagógica, foi noticiada a criação em 2014, da Agência de Acreditação Pedagógica dos cursos lato sensu em articulação com a ABRASCO, estando em andamento uma agenda importante, com vistas a essa implantação . A professora Tânia fez um convite ao CONASS para participar do Conselho de Acreditação da Agência Acreditadora, instância encarregada das decisões políticas.
Foi ainda mencionada a realização em 2014 das Oficinas de Trabalho sobre Acreditação Pedagógica em todos os Estados da federação, com a expectativa de construir adesão ao Projeto e de aperfeiçoá-lo com a participação de todos.
A professora Tânia Celeste transmitiu a reivindicação das Escolas de Saúde Pública, formulada em um dos Encontros Nacionais, de integrarem a Câmara Técnica do CONASS, ao lado dos representantes das áreas de Trabalho das Secretarias de Saúde. Os Secretários, por sua vez, mencionaram a importância da Rede no aperfeiçoamento permanente das Escolas, destacando a importância da atividade educativa para o SUS.

– See more at: http://rededeescolas.ensp.fiocruz.br/node/281#sthash.SnL0AFQC.dpuf

<-Voltar