Conheça as Câmaras Técnicas do Conass

Estratégia promove troca de experiências e fortalece a gestão do SUS nos estados

Indicados pelos secretários de Estado da Saúde, cerca de 700 profissionais integram as Câmaras Técnicas (CTs) do Conass. Titulares e suplentes participam dos encontros para discussão de diversos temas nos eixos que estruturam a atuação das CTs, responsáveis por grande parte da produção de conhecimento do Conass, uma vez que seus integrantes trazem as experiências dos seus estados e estas são compartilhadas e muitas vezes apropriadas por outros. “Por isso, é importante que a indicação dos membros seja rigorosa e que o perfil profissional do integrante seja adequado à Câmara Técnica que ele representa”, ressalta o secretário executivo do Conass, Jurandi Frutuoso. “As Câmaras Técnicas nos mostram claramente sua capacidade de produção e disseminação de conhecimento, o que qualifica o Sistema Único de Saúde no âmbito dos estados”, explica.

Frutuoso destaca ainda que a interação e união dos técnicos em torno de temas em comum favorece o desenvolvimento das políticas públicas de saúde, principalmente considerando as inúmeras trocas na gestão do SUS (Ministério da Saúde – 5 em 4 anos; secretarias estaduais e municipais de saúde – mais de 40 secretários estaduais e mais de 2 mil de secretários municipais em pouco mais de um ano e 10 meses). “Esse quadro de instabilidade leva à ruptura e descontinuidade de projetos e serviços importantíssimos para o SUS”, ressalta. E defende que o fortalecimento das Câmaras Técnicas é a chave para a manutenção de um corpo técnico qualificado e preparado, apesar das mudanças políticas, “pois permanece a memória e expertise que permitirão á à equipe dar continuidade ao que foi iniciado”.

As 13 Câmara Técnicas do Conass são:

  • Atenção à Saúde
  • Atenção Primária à Saúde
  • Assistência Farmacêutica
  • Comunicação em Saúde
  • Direito Sanitário
  • Epidemiologia
  • Vigilância em Saúde Ambiental
  • Gestão e Financiamento
  • Saúde do Trabalhador
  • Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde
  • Informação e Informática
  • Vigilância Sanitária
  • Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente

Voltar ao Topo