DF e Goiás discutem ações conjuntas para combater o Aedes aegypti

DF e Goiás discutem ações conjuntas para combater o Aedes aegypti

Na primeira assembleia de 2016 do Corsap, governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, reforçou a necessidade de parcerias para reduzir a incidência de dengue

BRASÍLIA (29/1/15) – O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, reforçou hoje a necessidade de ações conjuntas entre a capital federal e municípios goianos vizinhos para combater o mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, das febres chikungunya e amarela e do zika vírus. Durante a primeira assembleia de 2016 do Consórcio Público de Manejo dos Resíduos Sólidos e das Águas Pluviais da Região Integrada do Distrito Federal e de Goiás (Corsap), o chefe do Executivo local informou que entrou contato com o governador goiano, Marconi Perillo, para tratar desse assunto. A reunião do consórcio foi no Palácio do Buriti, na tarde desta quinta-feira (28).

Nos próximos dias, adiantou Rollemberg, equipes da Vigilância Ambiental, da Secretaria de Saúde do DF, devem se reunir para definir uma programação unida a Goiás. “Os maiores números de casos de dengue de pessoas que vieram do Entorno e que foram notificadas no Distrito Federal são de Águas Lindas e de Padre Bernardo, municípios goianos que fazem fronteira com Brazlândia, onde estamos com maior incidência da doença, o que demonstra ser necessária essa ação conjunta”, justificou o governador.

A ideia é estabelecer parcerias como a que ocorreu com Santo Antônio do Descoberto (GO), neste mês. Em 13 de janeiro, a Secretaria de Saúde do DF oficializou o empréstimo de dois carros fumacê para a cidade goiana devido à grande quantidade de focos do mosquito naquela localidade.

Representante de Perillo no encontro, o secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidade e Assuntos Metropolitanos, Vilmar Rocha, disse que, além da integração dos governos do Distrito Federal e de Goiás, é importante o envolvimento da sociedade para enfrentar o Aedes aegypti.

O CORSAP – Criado em 2013, o consórcio é formado, além de Brasília, pelos seguintes municípios goianos: Abadiânia, Água Fria de Goiás, Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Cabeceiras, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Cristalina, Formosa, Luziânia, Mimoso de Goiás, Novo Gama, Padre Bernardo, Pirenópolis, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto, Valparaíso de Goiás e Vila Boa. O objetivo do colegiado é garantir que os envolvidos atendam às exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Também participaram da assembleia o secretário de Saúde do DF, Fábio Gondim; o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio; a diretora-geral do Serviço de Limpeza Urbana, Kátia Campos; o secretário-adjunto de Relações Institucionais e Sociais, da Casa Civil, Igor Tokarski; e representantes e prefeitos de 14 dos 19 municípios integrantes do grupo.

Por Mariana Damaceno, Agência Brasília

Foto: Renato Araújo

<-Voltar