Distrito Federal – Armazém da Saúde no Hospital de Base

Orientação sobre alimentação saudável para prevenir câncer

A Gerência de Nutrição da SES/DF e a Diretoria do Hospital de Base do Distrito Federal, em parceria com o Inca – Instituto Nacional do Câncer (INCA), realizaram nessa quinta-feira (20), no HBDF, o ‘Armazém da Saúde’, para orientar sobre alimentação saudável e preventiva contra o câncer e doenças crônicas como diabetes, hipertensão, doenças autoimunes e infecções diversas.

O ‘Armazém da Saúde’ expõe, como em um supermercado comum, diversos itens consumidos pela população como biscoitos, leites, manteiga, ovos, frutas, arroz, feijão e café. Após a compra, as nutricionistas explicam ao “consumidor” se ele fez uma compra correta, se há alimentos prejudiciais que podem ser retirados, os alimentos saudáveis que devem ser mantidos na lista de compras e os que devem ser incluídos.

“Queremos chamar a atenção das pessoas para a importância de uma alimentação saudável na prevenção do câncer, por exemplo. A maioria das pessoas não associa a alimentação com o desenvolvimento da doença e isso é ruim. Há alimentos embutidos, por exemplo, com alta concentração de sódio, gordura e conservantes, que prejudicam a saúde, pois é comprovado cientificamente que possuem ação cancerígena no organismo. Eles agem de forma a acumular gorduras nas veias ou diminuir a circulação, em alguns casos.’ Ressalta Mariana Martins, organizadora do Armazém da Saúde.

Frutas e verduras são alimentos recomendados pela equipe de nutricionistas, pois são ricos em vitaminas, minerais e fibras necessários ao organismo e tornam-se fatores de proteção às possíveis doenças. “Há muitos vegetais e frutas que são excelentes antioxidantes e isso protege o organismo contra agentes e agressões externas que o corpo geralmente sofre como poluição das grandes cidades, consumo de alimentos com agrotóxicos e todos os radicais livres a que estamos expostos.” destaca Mariana.

Oficinas – O Armazém da Saúde faz parte da programação da Oficina de capacitação de multiplicadores para promoção de práticas alimentares saudáveis e prevenção de câncer, realizada de segunda a quarta-feira (17 a 19), pelo INCA, com o apoio da SES-DF, no auditório da Fiocruz.

“O objetivo deste curso é estabelecer e ampliar o reconhecimento social da relação entre alimentação, nutrição e o desenvolvimento de câncer, ainda desconhecida por uma grande parcela da população, incluindo profissionais da saúde”, afirma Sueli Couto, chefe da Unidade de Alimentação, Nutrição, e Câncer do INCA.

Participaram da capacitação os servidores que trabalham com prevenção de doenças crônicas nas regionais, dentre eles, nutricionistas, enfermeiros e técnicos, além de agentes de saúde.

De acordo com Édisa Lopes, gerente de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, um dos benefícios do curso foi a participação intra-setorial das três subsecretarias: a de Atenção Primária à Saúde (SAPS), de Atenção à Saúde (SAS) e a de Vigilância à Saúde (SVS).

Incidência o Brasil
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a incidência e a moralidade por câncer no mundo têm aumentado consideravelmente necessitando de medidas urgentes de prevenção e controle por parte dos governos. No Brasil, as estimativas para o ano de 2012-2013 apontam a ocorrência de 518.510 casos novos de câncer ao ano. Diversas evidências científicas demonstram que de 30% a 40% dos casos poderiam ser evitados por meio da alimentação, da atividade física e do controle do peso corporal.

Alessandra Franco/Frederico Oliveira

<-Voltar