SES/DF – Secretaria estuda mudanças para fortalecer a Atenção Primária

Secretaria estuda mudanças para fortalecer a Atenção PrimáriaAlém da criação da agenda aberta, já determinada pelo secretário, há previsão de expansão do horário de atendimento

 

Brasília – A Secretaria de Saúde estuda ampliar o horário de atendimento nos Centros de Saúde para até 22 horas. Esta é a segunda medida adotada pelo secretário Fábio Gondim para fortalecer o atendimento da Atenção Primária e desafogar as emergências. A primeira mudança foi a determinação de que os centros funcionem com agenda aberta, ou seja, sem que as pacientes precisem agendar previamente, com exceção do pré-natal.

O assunto foi discutido durante visita à unidade nº 8 da Asa Sul, nº 1 da Candangolândia e nº 2 do Núcleo Bandeirante, que integram a Região Centro-Sul de Saúde.

Além disso, em um novo cenário em que foram criadas sete superintendências de saúde, outras mudanças serão definidas para melhorar o atendimento à população. “Nós também precisamos que os gestores façam o controle mais rigoroso e informatizado dos estoques de medicamentos, bem como, das escalas dos profissionais e consultas, a fim de racionalizar recursos e melhor atender aos pacientes”, frisou.

Ainda durante a visita, o chefe da Saúde de Brasília anunciou que está sendo estudada a criação de uma farmácia que funcione 24h, de forma a dar maior possibilidade de acesso aos medicamentos por parte da população.

REGIONALIZAÇÃO – Criado para dar mais autonomia e eficiência à rede, o processo de regionalização, que preza por uma administração descentralizada, começou a ser implantado no Distrito Federal em dezembro de 2015. Desde então, as 15 Regionais de Saúde que existiam foram transformadas em sete Superintendências de Saúde.

“Com o processo de regionalização, vamos trazer o servidor para compor conosco uma equipe forte para prestar o atendimento com base também na atenção básica, a qual terá a essencialidade dos processos de assistência e vigilância à saúde”, complementou a superintende da Região Centro Sul, Denize Bomfim.

Em todos os centros de saúde, o chefe da pasta passou por consultórios, farmácias, salas de vacina, acolhimento da criança e adultos. “Nós estamos visitando as unidades frequentemente, desde o início da gestão, tanto para prestar apoio, quanto para verificar se tudo está ocorrendo de forma correta, bem como, ver como os pacientes são atendidos e se estão satisfeitos”, finalizou o secretário.

 

Fonte: Agência Saúde

Foto: Matheus Oliveira

<-Voltar