Em coletiva em SP, presidente do Conass defende a incorporação de todas as vacinas ao PNI

O presidente do Conass, Carlos Lula, participou nesta segunda-feira da entrevista coletiva promovida pelo Governo de São Paulo a respeito da vacinação contra a Covid-19, no estado.

Carlos Lula defendeu a incorporação de todas as vacinas seguras e eficazes ao PNI

Lula enfatizou a preocupação dos secretários estaduais de saúde em imunizar o quanto antes toda a população brasileira e pontuou não ser razoável aceitar qualquer atraso não justificado para iniciar de pronto, a imunização em todo o país.

Ele enalteceu o Programa Nacional de Imunizações (PNI) e afirmou que todos os 27 secretários de saúde defendem o programa. “O PNI é uma conquista sólida e orgulho para o País e para o Sistema Único de Saúde. Durante anos o Brasil deu exemplo ao mundo de como se fazer uma campanha de imunização. Não é possível que justo nesse momento de enfrentamento da pandemia, a gente vacile”, destacou.

Mais do que incorporar todas as vacinas eficazes e seguras, é preciso ter velocidade e agilidade, pois a cada dia perdido em relação à incorporação da vacina, vidas são ceifadas, de acordo com o presidente do Conass.

Para Carlos Lula, desde o início da pandemia a ausência de uma coordenação nacional de enfrentamento da Covid-19 trouxe resultados ruins para o País. “Precisamos ter uma coordenação nacional e, mais do que isso, neste momento é preciso que se deixe de lado qualquer tipo de disputa política, uma vez que nosso foco deve ser apenas cuidar da vida das pessoas”.

Por fim, Lula afirmou que o Conass está à disposição para atuar como mediador entre o governo de São Paulo e o Ministério da Saúde no sentido de envidar esforços no que diz respeito à incorporação de vacinas ao PNI. “Nosso objetivo é um só: garantir imunização para toda a sociedade brasileira ainda em 2021. Menos que isso não é possível, não é aceitável”.

Ascom Conass

ascom@gmail.com

(61) 3222-3000

<-Voltar