Estados apresentam experiências de sucesso para melhorar a vacinação no País

 

No segundo dia da 12ª Expoepi, a Mostra Nacional de Experiências Bem Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças, foram apresentados exemplos de como municípios de Santa Catarina e Pernambuco, além de Manaus, estão fazendo para que mais pessoas sejam vacinadas. Em Santa Catarina, as famílias são conscientizadas da importância de manter a caderneta de vacinação em dia. Elas recebem cartas das equipes de saúde informando quais vacinas a criança ainda precisa tomar para evitar várias doenças como paralisia infantil, sarampo, rubéola e meningite. Em Pernambuco, gestores da área de saúde fizeram levantamento dos municípios onde os números da vacinação precisavam melhorar. A partir disso, intensificaram ações para levar as pessoas aos postos de vacinação.

Em Manaus, a Secretaria de Saúde identificou as falhas na vacinação e treinou as equipes, conseguindo, dessa forma, imunizar um número maior de pessoas. A representante da Secretaria, Kassia Veras, conta que as equipes de saúde que se destacam recebem o prêmio excelência em vacinação. Esse incentivo levou à melhoria da organização e da estrutura de 70% das salas de vacinação da cidade. Com isso, mais gente está tomando vacina.

”Nós observamos que a partir do momento que foi implantado esse prêmio nós tivemos melhorias no processo de trabalho, reduzindo as falhas técnicas, as falhas de conservação de vacina, qualificando também esse registro do imunizado. A partir do momento que melhora o processo de trabalho, qualifica o registro do vacinado você tende a ter um aumento da cobertura e isso foi evidenciado também nos dados e além de ter a adesão de toda a equipe não só em nível local como também em nível gerencial”, disse Kassia.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, diz que experiências como as de Santa Catarina, Pernambuco e Manaus, apresentadas na Expoepi, servem de modelo para o Brasil melhorar ainda mais o programa de vacinação: ”As três experiências elas se complementam no sentido de mostrar os grandes desafios que o Programa Nacional de Imunização ainda tem pela frente mesmo sendo reconhecido como um dos melhores programas de vacinação do mundo e já conseguiu grandes desafios como erradicar a poliomielite, eliminar o sarampo e a rubéola, mas nos mostrando que mesmo este programa de sucesso ainda tem muitos desafios a serem feitos e essas experiências nos estimulam a continuar melhorando.”

Neste ano, a campanha do Ministério da Saúde para a atualização da caderneta infantil fez com que um milhão e trezentas mil crianças de zero a cinco anos fossem vacinadas. A Expoepi vai até esta sexta-feira em Brasília, mostrando experiências de sucesso na área da vigilância em saúde.

Fonte: Hortência Guedes /  Web Rádio Saúde

 

 

<-Voltar