Frente em Defesa do SUS, AbraSUS, recebe apoio de autoridades

CONASS participou do lançamento e manifestou apoio à iniciativa

A adesão à Frente em Defesa do SUS (AbraSUS), por parlamentares, prefeitos, gestores, conselhos estaduais e municipais de saúde, profissionais de saúde e demais movimentos, marcou hoje (10), o lançamento da ação promovida pelo Conselho Nacional de Saúde em parceria com demais entidades que atuam na defesa do Sistema Único de Saúde (SUS).

O secretário de Estado da Saúde do Goiás, Leonardo Vilela e o secretário executivo do CONASS, Jurandi Frutuoso, participaram da solenidade que aconteceu na manhã desta terça-feira, no pleno do Conselho Nacional de Saúde (CNS), em Brasília.

A presidente do CNS, Maria do Socorro de Souza, declarou que a Frente tem um caráter estratégico tendo em vista a atual conjuntura que o país vive, mas ressaltou que a iniciativa tem ainda um caráter de pertencimento e de aglutinação de força social em defesa do sistema de saúde brasileiro.

Socorro observou que a Frente é para além do SUS, pois repercute também na defesa dos direitos políticos e sociais e conclamou a todos que participem do ato político na Esplanada dos Ministérios, no dia 1º de dezembro, na abertura da 15º Conferência Nacional de Saúde, em que a Frente será publicizada como um ato de defesa da democracia, da participação e das políticas públicas.

Leonardo Vilela, secretário estadual de Saúde do Goiás, manifestou o apoio irrestrito do governo de Goiás ao movimento e parabenizou o CNS pela iniciativa ousada e corajosa. “Estamos preocupados em relação ao futuro do SUS e não podemos deixar que ele seja destruído. Nosso estado adere integralmente a esse movimento”.

O secretário Executivo do Ministério da Saúde, Agenor Alvarez, também manifestou apoio da pasta e observou que é preciso levar as discussões para fora dos gabinetes. “Nós precisamos levar essas questões para a sociedade para que ela se aproprie dessa conquista que é o SUS e passe a defendê-lo também. Além disso, precisamos politizar essa discussão, caso contrário continuaremos naquela velha máxima de nadar e morre na praia”.

Jurandi Frutuoso, secretário executivo do CONASS,  alertou para a desconstrução constitucional que o SUS vem sofrendo com atos intencionais vindos da Câmara dos Deputados. “O Governo Federal e os parlamentares têm que estar envolvidos na defesa desse sistema. Precisamos estar fortemente juntos o tempo todo porque o Brasil não pode abrir mão dessa conquista”, afirmou.

O presidente do Conasems, Mauro Junqueira,  reforçou o discurso de união. “Precisamos ter unidade nas nossas falas. A sociedade precisa entender que sem recursos não conseguiremos mais fazer saúde pública nesse país”, advertiu.

Também participaram da solenidade os deputados federais Jorge Solla (PT/BA), Odorico Monteiro (PT/CE), Odelmo Leão (PP/MG), Carmem Zanotto (PPS/SC), Chico Lopes (PCdoB/CE), Raimundo Gomes (PSDB/CE), Érika Kokay (PT/DF), Vanderley Macris (PSDB/SP), Leandre Dal Ponte (PV/PR). A Frente Nacional de Prefeitos (FNP), representada pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio e a Associação do Ministério Público de Defesa da Saúde, representada pelo seu presidente, promotor Gilmar de Assis também estiveram presentes.

 

Assessoria de Comunicação do CONASS

ascom@conass.org.br

61 – 3222-3000

<-Voltar