Gestores de saúde do Norte de Minas participam de capacitação em Montes Claros

Crédito: Thiago Couto

Crédito: Thiago Couto

A Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Montes Claros iniciou nesta segunda-feira, 13 de junho, a segunda etapa dos encontros de capacitação de gestores e técnicos das secretarias de saúde de 53 municípios do Norte de Minas. O evento contou com a participação de representantes de todos os hospitais e abordou temas relativos à marcação de cirurgias eletivas e fluxos de encaminhamento de pacientes em casos de urgência e emergência.

A segunda fase dos encontros de capacitação será concluída nesta terça-feira, 14 de junho, e contará com a presença de técnicos da SRS de Montes Claros. Na ocasião, eles irão abordar o controle e avaliação de serviços em saúde, assim como o faturamento e Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). Os trabalhos, iniciados em maio, tratam sobre questões relacionadas a incentivos financeiros para o incremento de ações nas áreas de saúde bucal e atenção primária à saúde, repasse de informações sobre novos contratos de prestação de serviços assinados neste ano entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) com hospitais sediados em Montes Claros e prestação de contas de serviços hospitalares de alta e média complexidade, executados no período de agosto de 2015 a fevereiro deste ano.

Troca de experiências 

A coordenadora de regulação da SRS Montes Claros, Marlúcia de Fátima Maia, destaca a importância da realização dos encontros de capacitação uma vez que os mesmos possibilitam aos profissionais de todos os municípios alinhar informações, trocar experiências e expor as dificuldades que porventura estejam encontrando em alguma área. “A partir de encontros como esse, esperamos que haja uma melhoria e agilização dos serviços prestados à população”, conclui a coordenadora.

A superintendente regional de saúde de Montes Claros, Patrícia Aparecida Afonso Guimarães Mendes, também entende que o alinhamento de informações entre a SRS e os municípios é de suma importância, levando-se em conta a necessidade do fortalecimento das redes de atenção à saúde que envolve todas as nove microrregiões norte-mineiras. “As ações de capacitação envolvem tanto os gestores, dirigentes de hospitais, quanto os técnicos das secretarias municipais de saúde. O objetivo é fazer com que o trabalho tenha continuidade, mesmo que ocorram mudanças em cargos de gestão ou de coordenação de equipes de saúde dos municípios”, frisa a superintendente.

 

Por Pedro Ricardo

<-Voltar