Hemocentro precisa urgente de sangue Rh negativo

Celton Ramos/Sesau

Os profissionais do Hemocentro de Roraima preocupam-se com estoque de fator RH negativo zerado, principalmente com aproximação da Semana Santa. A unidade convoca com urgência a população para que doe sangue, no propósito de repor o estoque e garantir o abastecimento de sangue durante o feriado. Até o final da manhã desta segunda-feira, 25, a recepção da unidade estava praticamente vazia. A doação pode salvar até três vidas.

Hoje, a unidade tem somente algumas bolsas do fator RH (+), mas a necessidade maior é dos tipos negativos de sangue. O setor de coleta funciona das 7h30 às 18h, de segunda a sexta-feira. O Banco de Sangue precisa das doações para atender as urgências que chegam ao Pronto Socorro Francisco Elesbão, Maternidade, Hospital da Criança e unidades hospitalares privadas.

Conforme a coordenadora de captação do Hemoraima, Terezinha de Jesus Khan, a unidade precisa de reabastecimento de sangue, pois há poucos doadores comparecendo. “Feriados prologados, com junção de finais de semana, são os mais preocupantes. Muitas pessoas se excedem no trânsito, brigam, enfim acabam dando entrada no Trauma. Na maioria dos casos necessitam de sangue”, exemplificou.

A coordenadora alertou à população para não deixar a doação para a última hora, já que todo o sangue doado passa por uma triagem antes da liberação. “Por isso, que estamos mobilizando os doadores e os possíveis doadores em antecipar as doações do período Santo”, ressaltou.

Para atender o estado sem sufoco, o ideal é que a unidade mantenha, pelo menos, 80 bolsas por dia de cada tipo sanguíneo.  Doar sangue é seguro, por isso qualquer pessoa em boas condições de saúde, apresentando documento oficial com foto, entre 16 até 17 incompletos (acompanhados dos pais ou responsáveis legais) e para quem já é doador, até 68 anos.

A pessoa precisa ter mais de 50 kg e não deve estar em jejum, mas é preciso evitar a ingestão de alimentos gordurosos até 4h antes da doação. Pessoas com febre, gripe ou resfriado não podem doar temporariamente, assim como grávidas e mulheres no pós-parto.

Nas duas horas que antecedem ao procedimento, o candidato à doação preenche um cadastro, e em seguida é avaliado clinicamente. Se não houver nenhum obstáculo clínico, a coleta é realizada logo em seguida. Outras informações no (95) 2121-0883.

ASCOM SESAU
(95) 2121-0507
www.saude.rr.gov.br

<-Voltar