Higiene é a melhor forma de evitar vermes

Dores na barriga, gases, vômitos e diarreia são alguns dos sintomas apresentados por quem está com verme. A falta de apetite ou muita fome e a dificuldade de engordar também podem ser sinais da existência do parasita no organismo da pessoa. As verminoses são comuns em todo o mundo e atacam quem mora no campo e na cidade. A pessoa pode desenvolver vermes comendo frutas, legumes e verduras mal lavadas e carnes mal cozidas, principalmente as de porco e vaca. Além disso, os vermes podem se instalar em nosso organismo entrando pela pele, após o contato com a terra.

O gastroenterologista do Hospital Federal da Lagoa no Rio de Janeiro, vinculado ao Ministério da Saúde, Luiz Arthur, destaca alguns cuidados que devemos ter para evitar o contato com os microrganismos. “É importante lavar bem as verduras e frutas, as mãos e andar calçado. Mas eu acho que lavar as mãos depois de ir ao sanitário e antes das refeições é fundamental. Além disso, é preciso ter cuidado com a carne, o cozimento de porco, de vaca, e de peixe também.”

O gastroenterologista fala ainda das complicações que os vermes podem causar e da importância do diagnóstico. “Tem um tipo de parasita que pode dar manifestações alérgicas simulando asma, bronquite, podendo dar também diarreia e às vezes simulando até o câncer do estômago. E o tratamento de algumas parasitoses é importante até para quando a pessoa vai usar um tratamento de câncer, quimioterapia com corticosteroide, que são linhas de ação. Mas antes tem que ter certeza que ele não tem um parasita desses para poder usar certas medicações.”

Segundo o especialista, para evitar vermes o ideal é fazer exames de fezes pelo menos duas vezes ao ano. Com os resultados é mais fácil identificar o tipo de parasita e começar o tratamento com o medicamento adequado.

Ouça a matéria da Web Rádio Saúde

Fonte: Amanda Mendes / Web Rádio Saúde

Foto: Kate Kunz/Corbis Images

Higiene é a melhor forma de evitar vermes

Foto: Kate Kunz/Corbis Images

Dores na barriga, gases, vômitos e diarreia são alguns dos sintomas apresentados por quem está com verme. A falta de apetite ou muita fome e a dificuldade de engordar também podem ser sinais da existência do parasita no organismo da pessoa. As verminoses são comuns em todo o mundo e atacam quem mora no campo e na cidade. A pessoa pode desenvolver vermes comendo frutas, legumes e verduras mal lavadas e carnes mal cozidas, principalmente as de porco e vaca. Além disso, os vermes podem se instalar em nosso organismo entrando pela pele, após o contato com a terra.

O gastroenterologista do Hospital Federal da Lagoa no Rio de Janeiro, vinculado ao Ministério da Saúde, Luiz Arthur, destaca alguns cuidados que devemos ter para evitar o contato com os microrganismos. “É importante lavar bem as verduras e frutas, as mãos e andar calçado. Mas eu acho que lavar as mãos depois de ir ao sanitário e antes das refeições é fundamental. Além disso, é preciso ter cuidado com a carne, o cozimento de porco, de vaca, e de peixe também.”

O gastroenterologista fala ainda das complicações que os vermes podem causar e da importância do diagnóstico. “Tem um tipo de parasita que pode dar manifestações alérgicas simulando asma, bronquite, podendo dar também diarreia e às vezes simulando até o câncer do estômago. E o tratamento de algumas parasitoses é importante até para quando a pessoa vai usar um tratamento de câncer, quimioterapia com corticosteroide, que são linhas de ação. Mas antes tem que ter certeza que ele não tem um parasita desses para poder usar certas medicações.”

Segundo o especialista, para evitar vermes o ideal é fazer exames de fezes pelo menos duas vezes ao ano. Com os resultados é mais fácil identificar o tipo de parasita e começar o tratamento com o medicamento adequado.

Fonte: Amanda Mendes / Web Rádio Saúde

<-Voltar