Ceará – Hospital Geral de Fortaleza tem um dos melhores monitoramentos de risco sanitário do país, segundo Anvisa

O Hospital Geral de Fortaleza (HGF), da rede pública do Governo do Estado, recebeu a classificação na categoria A da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em monitoramento de risco sanitário. O hospital obteve 31,46 pontos, de um máximo de 37. Com essa pontuação o HGF está entre as mais bem colocadas dos 215 hospitais cadastrados na Rede Sentinela para a Vigilância Sanitária em todo o País.

Para chegar a essa pontuação, foram avaliados 39 itens relacionados a diversos processos de gestão e controle de riscos, incluindo qualidade do serviço, segurança do paciente, farmacovigilância, tecnovigilância e hemovigilância, entre outros. Além da avaliação quantitativa, foi realizada uma análise qualitativa dos dados. O resultado levou em consideração dados referentes ao período de janeiro a dezembro de 2014.

A gerente de risco do HGF, Mônica Medeiros de Vasconcelos, afirma que o hospital vem se superando a cada nova avaliação da Anvisa e os principais fatores que contribuem para isso são “o apoio dos gestores, a interface e parcerias internas e o trabalho realizado pela equipe técnica da gerência de risco”.

A Rede Sentinela funciona como um observatório para o gerenciamento de riscos à saúde, em atuação conjunta com o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária. Ela é composta por hospitais de ensino e de alta complexidade, que fornecem informações importantes do desempenho e segurança de serviços e produtos de saúde regularmente usados. Além disso, capacitam e incentivam os profissionais a identificarem e notificarem eventos adversos e desvios de qualidade dos produtos. O principal objetivo é garantir atenção hospitalar segura e eficiente no Brasil.

“Ao participar dessa rede, temos a oportunidade monitorar os eventos adversos e qualidade dos produtos usados em larga escala aos quais todos os serviços de saúde estão sujeitos”, diz a gerente de risco do HGF. Segundo ela, o hospital cumpre todos os requisitos no envio de notificações para a Anvisa. “Esta é uma medida fundamental para que queixas técnicas e erros de processos possam ser identificados e corrigidos no dia a dia”, explica.

De acordo com a gerente, em breve o resultado do monitoramento relativo ao período de janeiro a junho de 2015 será divulgado pela Gerência Geral de Monitoramento do Risco (Gemor) da Anvisa.

 

Assessoria de Imprensa do HGF

Bárbara Holanda/ Thiago Vidal

(85) 3101.7086

Twitter: @Hospital_HGF

 

 

 

<-Voltar