Susam incentiva aleitamento materno

A Secretaria de Estado da Saúde (Susam) inicia nesta quarta-feira (01/08), a partir das 8h a programação da Semana Mundial do Aleitamento Materno, que tem como tema: Amamentar hoje é pensar no futuro. A programação se estende até o dia 07 de agosto e será realizada simultaneamente nos três Bancos de Leite Humano do estado do Amazonas e nas maternidades da rede estadual de saúde.

Na Maternidade Nazira Daou será realizado o curso de Manipulação do Leite Humano em Posto de Coleta, que será ministrado pelos profissionais da área técnica de saúde da criança da Susam e é destinado aos profissionais que trabalham nos postos de coleta de leite humano.

No Banco de Leite Humano do Amazonas, que funciona na Maternidade Ana Braga, será realizada palestra sobre a importância do leite materno, voltada para os visitantes e acompanhantes que estiverem na unidade.

Nos Banco de Leite Humano Fesinha Anzoategui, que funciona no Instituto da Mulher, e da Galileia, que funciona na Maternidade Azilda Marreiros, serão intensificados os trabalhos de sensibilização das mães que estiverem internadas com seus bebês, sobre a importância do aleitamento materno.

A programação geral inclui ainda a capacitação dos profissionais que trabalham nas maternidades para a importância do aleitamento materno, onde os mesmos receberão informações sobre a forma correta de orientar as mães, qual a alimentação adequada para quem está amamentando e quais os cuidados que as mesmas devem ter para não ter problemas com a amamentação.

Além disso, nas maternidades e bancos de leite humano também serão distribuídos material informativo com orientações para as mães sobre o aleitamento materno, a forma correta de dar a mama e a indicação de intervalo entre as mamadas, entre outras.

Interior – Além da capital os municípios de Borba, Santa Izabel do Rio Negro, Maraã, Parintins, Tabatinga e Itamarati terão programação especial de promoção ao aleitamento materno.

Em Borba os profissionais da área da saúde estarão fazendo programas temáticos na rádio local onde serão veiculadas informações sobre a importância do aleitamento materno. Haverá também a entrega dos selo “Mamãe nota 10”, para mães que fazem acompanhamento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSF) e que praticam o aleitamento materno exclusivo.

Em Santa Izabel do Rio Negro será realizado um ciclo de palestras tanto para os profissionais da área de saúde quanto para grávidas e mães de crianças em fase de amamentação. As mães aprenderão as principais diferenças entre os leites artificiais e o leite materno.

Em Parintins serão realizadas rodas de conversas com as mães, distribuição de material informativo e cursos de sensibilização dos profissionais e mães. Em Tabatinga será realizada uma caminhada e um ciclo de palestras. Em Itamarati serão realizadas palestras e visitas domiciliares às mães com filhos em idade de amamentar para acompanhamento e orientação.

Recomendação – A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que crianças com até seis meses de vida devem ser alimentadas exclusivamente com leite materno, e que após esse período o aleitamento seja complementado com outros alimentos até aos dois anos ou mais. O aleitamento materno é uma das estratégias indicadas pela OMS para evitar a mortalidade infantil.

Dados do Ministério da Saúde mostram que de 1990 a 2007 a taxa de mortalidade infantil no país apresentou tendência de queda, passando de 47,1 por 1.000 nascidos vivos para 19,3 por 1.000 nascidos vivos. O declínio da mortalidade infantil no Brasil é resultado de um conjunto de fatores, em especial o aumento das taxas de amamentação, visto que, em todo o mundo, o aleitamento materno reduz em até 13% as mortes de crianças menores de 5 anos por causas evitáveis.

A responsável técnica pela área de saúde da criança no Amazonas, Katherine Benevides, explica que o leite materno é essencial para os bebês porque além de alimentar ele também protege contra várias infecções. “O leite materno evita que a criança adoeça, funcionando como uma vacina que protege contra várias doenças”.

Ela ressalta ainda que o aleitamento também traz benefícios a médio e longo prazos, uma vez que diminui os riscos de desenvolvimento das doenças crônicas como a diabetes e a hipertensão.
Além de trazer benefícios para a criança o aleitamento materno também traz benefícios para mãe na prevenção do câncer de mama e até na perda do peso ganho durante a gravidez.

Secretaria de Estado da Saúde - SUSAM
Assessoria de Comunicação - (92) 3643-6327, 9995-1310
Francismar Lopes
Twitter:@saudeamazonas
Facebook: Secretaria de Saúde do Amazonas
comunicacao@saude.am.gov.br

Foto: Internet