Leitos do hospital de campanha serão abertos na próxima semana

Governador visitou o local e anunciou também a construção de um hospital com 60 leitos na Ceilândia

Nesta segunda-feira (11), o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, realizou uma visita técnica no Estádio Nacional Mané Garrincha e anunciou que a abertura dos leitos do hospital de campanha ocorrerá na próxima semana.

“Montar um hospital de campanha aqui é muito mais fácil, porque tem toda a parte de ar-condicionado e tubulação. Estamos fazendo um trabalho no Mané Garrincha para que tudo esteja em operação até a próxima semana, já recebendo todas as pessoas que precisarem”, afirmou o governador Ibaneis Rocha.

No hospital de campanha do Mané Garrincha serão 173 leitos de enfermaria adulto sem suporte de oxigenoterapia, mais 20 de suporte avançado (UTI) e quatro de emergência a serem estruturados. Parte dos suportes onde eles ficarão já foi instalado, incluindo as redes elétrica e hidráulica. Além disso, a empresa responsável pela estruturação dos equipamentos já levou cerca de 130 camas com colchão para o estádio.

“Temos essa tranquilidade hoje, exatamente porque preparamos toda a nossa rede hospitalar. Licitações, compra de equipamentos, tudo demanda tempo. Mesmo com atraso da entrega do hospital de campanha, os pacientes que precisaram de atendimento não ficaram desassistidos”, avaliou Ibaneis.

Segundo o governador, a meta estabelecida foi ficar entre 35% a 40% de leitos de UTI ocupados. A cada momento que chega perto desse percentual, a Secretaria de Saúde ativa mais leitos.

“As UTIs estão prontas, podem ser montadas em 24 horas, inclusive com equipe. Essa é a diferenciação. Não preciso ter equipes no pé de leitos que não estão sendo utilizados”, garantiu o governador.

CEILÂNDIA – Durante a visita, Ibaneis Rocha anunciou a construção de um hospital de campanha na Ceilândia com 60 leitos, devido ao aumento do número de casos de infectados por coronavírus na cidade.

“Esse hospital, inicialmente, vai ser para atender pacientes com a Covid-19, porque estamos tendo o alastramento dos casos nessa região. No futuro, ele vai ser transformado em um hospital materno-infantil, que eu já havia prometido”, informou.

ENTORNO – De acordo com o governador, o GDF está trabalhando em conjunto com o estado de Goiás e com as secretarias de Saúde dos municípios do Entorno. A ideia é criar um plano de ação para auxiliá-los. Além disso, instalar leitos de enfermaria e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no Entorno, além de testar parte da população, já que a maioria trabalha no DF.

Texto: Jurana Lopes, da Agência Saúde

Fotos: Breno Esaki/Agência Saúde

<-Voltar