Ministro da Saúde recebe Conass e Conasems para definição de agenda conjunta

Primeira reunião tripartite após a posse do ministro da Saúde, Nelson Teich

Brasília –Reunidos nesta quarta-feira (29), com o ministro da Saúde, Nelson Teich, os presidentes do Conass e do Conasems, Alberto Beltrame e Willames Bezerra, definiram a retomada das reuniões diárias entre os três entes, a partir de amanhã (30), no Centro de Operações de Emergência (COE). A reunião vai ao encontro da necessidade de retorno das atividades tripartites que, desde a troca ministerial, estavam suspensas.

Na ocasião, Conass e Conasems apresentaram algumas reivindicações comuns entre ambos a respeito de temas relacionados à Covid-19, como a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), testes rápidos, incremento dos testes moleculares, entre outros.

“O mais importante neste momento é definirmos como iremos trabalhar juntos”, disse o ministro no início da reunião. Para Teich é iminente a criação de uma rotina diária de trabalho com os representantes dos Conselhos no COE, a fim de ouvir as informações e demandas dos estados e municípios de maneira a agilizar a tomada de decisão.

Ainda de acordo com o ministro, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello, conduzirá esta integração com estados e municípios de forma objetiva.

Para explicar como será a participação do Conass e do Conasems, Pazuello, explicou algumas mudanças estruturais que ocorreram no Centro de Operações e no Gabinete de Crise. “Mantivemos a estrutura da Secretaria de Vigilância em Saúde como executante das tarefas e queremos Conass e Conasems na gênesis da tomada das decisões para que de fato, tudo seja feito ouvindo os estados e os municípios”, afirmou.

Reiterando a fala do ministro, o presidente do Conass, secretário de Estado da Saúde do Pará, Alberto Beltrame ressaltou ainda que a interlocução entre os gestores estaduais e municipais de saúde com o Ministério da Saúde já tem uma tradição de anos e ponderou que, principalmente em uma pandemia, essa interlocução tem ser a mais ágil possível.

Já o presidente do Conasems, Wilames Freire observou que o momento exige discussões e operacionalizações rápidas. “Isso só pode ser feito pelo alto escalão e nós estamos à disposição para dividir essa carga com o Ministério da Saúde”.

Para ele, a retomada das reuniões, trará para pauta a discussão de temas importantes, principalmente para a gestão municipal, uma vez que os municípios que estão com maior número de casos confirmados têm atravessado diversas dificuldades. Vamos voltar a nos reunir todos os dias de manhã para dar continuidade a troca de informações permanente”.

Para Beltrame, o retorno do diálogo tripartite representa a normalização das relações institucionais. “A partir de amanhã voltaremos a fazer parte do COE para interagir e fazer parte da tomada de decisões do Ministério da Saúde. Isso simboliza o retorno à normalidade e a conjugação de esforços para o bem da saúde da população e para o bem do enfrentamento do coronavirus.

Também participaram do encontro o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Denizar Viana, o coordenador técnico do Conass e assessor para Relações Internacionais, Fernando Cupertino, o secretário executivo do Conasems, Mauro Junqueira e o assessor técnico, Rodrigo Lacerda.

Ascom Conass

ascom@conass.org.br

(61) 3222-3000

<-Voltar