Ministro visita Hospital da Criança para conhecer modelo de gestão

Foto: Mateus Oliveira

BRASÍLIA (2/6/17) – Conhecer experiências exitosas para construir um modelo de gestão em saúde de qualidade que possa ser replicado no Brasil foi o objetivo de uma visita realizada pelo Ministro de Saúde, Ricardo Barros, ao Hospital da Criança do Distrito Federal, nesta sexta-feira (2). A visitação foi acompanhada pelo secretário de Saúde do DF, Humberto Fonseca, e representantes do Hospital Pequeno Príncipe, referência em Curitiba no atendimento de 0 a 18 anos.

“Eu já visitei o Hospital da Criança anteriormente e trouxe representantes do Pequeno Príncipe, que também é reconhecido, para aprender mutuamente e replicar essa experiência em outros estados do Brasil”, disse o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Segundo ele, a ideia é multiplicar o acesso da população a serviços de saúde de qualidade. “A gestão do Hospital da Criança é muito boa e nós temos um bom resultado”, completou.

O secretário de Saúde do DF ressaltou que o Hospital da Criança é uma das melhores experiências da capital federal. “Nós temos um modelo de gestão que funciona, em que todos os pacientes são oriundos do SUS e o orçamento é público. Esse hospital demonstra que novos modelos de gestão são necessários para atingir qualidade, já que possui 97% de satisfação dos usuários”, informou.

A diretora executiva da unidade, Ety Cristina Forte Carneiro, explicou que o Hospital Pequeno Príncipe é uma instituição de quase 100 anos, que conta com programas de ensino de residência médica e de outras especialidades. A unidade filantrópica possui 370 leitos e faz 314 mil atendimentos por ano nos ambulatórios, 22 mil internações e 20 mil cirurgias. Atende crianças e adolescentes de 0 a 18 anos em mais de 30 especialidades.

“Temos muito interesse nesses intercâmbios técnico-científicos para aperfeiçoar nossos trabalhos. Nosso foco é a excelência e cuidado humanitário. O que percebemos aqui é esse olhar integral para o paciente e família, com atenção no melhor tratamento e valorizando todos os atores nos processos de trabalho. Essa é uma linha que temos muita afinidade”, afirmou.

A comitiva passou por lugares como laboratório, hemodiálise, sala de espera, centro cirúrgico, setor de reabilitação, ambulatório e espaço da família, que foi recém-inaugurado e conta com sala de brinquedos, laboratório de informática e brinquedoteca.

REFERÊNCIA – Com previsão de inauguração em outubro de 2017, as obras do bloco 2 também foram visitadas. A nova área permitirá expansão de 18 para 220 leitos, sendo 164 para internação clínica, cirúrgica, oncológica, cuidados paliativos e pós-transplantes e 38, para UTI.

Administrado pelo Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), o Hospital da Criança é público e faz parte da rede da Secretaria de Saúde do Distrito Federal. Com inauguração em 23 de novembro de 2011, realizou mais de 2,3 milhões de atendimento até o final de abril de 2017. Entre eles, mais de 1,5 milhão de exames laboratoriais (1.526.708) e 374 mil consultas.

<-Voltar