Novo VER-SUS Brasil tem inscrições abertas

Os estudantes universitários das cinco regiões do país interessados no campo da Saúde e na defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) podem se inscrever até o dia 30 de janeiro na nova edição do projeto Vivências e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS). O projeto é uma iniciativa do Ministério da Saúde junto à Associação Brasileira da Rede Unida, o Conass, o Conasems, a UNE, a Fiocruz e a UFRGS para qualificar a formação de profissionais de saúde interessados na melhoria do sistema de saúde dos brasileiros.

A inscrição pode ser realizada pelo versus.otics.org. O período das vivências foi ampliado, neste semestre, para se adaptar às férias dos estudantes, conforme o calendário das universidades, em especial das instituições federais afetadas pela greve de 2012. Pode participar do VER-SUS todo e qualquer estudante universitário (de graduação e pós-graduação) interessado no campo da Saúde e na construção e fortalecimento do SUS.

Além de contribuir para a formação em saúde, o VER-SUS também tem se materializado como uma boa oportunidade para gestores e trabalhadores refletirem sobre seus saberes e práticas no cotidiano do trabalho ao receberem os “viventes” (apelido dado aos alunos participantes no projeto). Ao longo dos dez dias em que os participantes visitam a rede de saúde de um determinado território há uma produtiva troca de experiências com os gestores, profissionais, pesquisadores, acadêmicos e usuários.

Os relatórios técnicos, trabalhos acadêmicos e relatos de experiência gerados a partir das vivências revelam o caráter agregador do projeto, capaz de transformar a formação profissional, mobilizar força de trabalho para o SUS e promover a cidadania por meio da Saúde.

As visitas dos alunos ao sistema de saúde contam sempre com a figura de um “facilitador”, responsável por mediar e promover debates sobre assuntos pertinentes e por dar fluxo ao cronograma de trabalho construído coletivamente entre os envolvidos. Além disso, o facilitador age como interlocutor entre a coordenação nacional do projeto, as secretarias e universidades participantes e os estudantes inscritos na vivência. As coordenações locais das iniciativas VER-SUS e os trabalhadores dos sistemas locais também são fundamentais para as Vivências, assim como os demais movimentos sociais.

O VER-SUS é uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio das Secretarias de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) e de Atenção à Saúde (SAS), por meio do Departamento de Atenção Básica (DAB), com o apoio dos Conass e Conasems, da UNE (União Nacional dos Estudantes), da Fiocruz e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), além de universidades e municípios parceiros na condução de experiências locais e Regionais. Nesta edição, o projeto tem apoio também da Organização Panamericana da Saúde (OPAS).

Como promover o VER-SUS no seu estado ou região? – Se você é gestor, docente ou estudante preocupado com a melhoria da Saúde dos brasileiros, não deixe de levar o VER-SUS para o seu estado ou região para contribuir com a ampliação do debate para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde. As secretarias de saúde e instituições de ensino deverão demonstrar interesse em promover o VER-SUS por meio da adesão ao projeto junto ao Ministério da Saúde. No termo de adesão, estará registrado o conjunto de compromissos assumidos entre as partes para viabilizar a vivência. Detalhes sobre o termo de adesão podem ser acessados em versus.otics.org.

Fonte: Departamento de Atenção Básica / Ministério da Saúde

Novo VER-SUS Brasil tem inscrições abertas

Os estudantes universitários das cinco regiões do país interessados no campo da Saúde e na defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) podem se inscrever até o dia 30 de janeiro na nova edição do projeto Vivências e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS). O projeto é uma iniciativa do Ministério da Saúde junto à Associação Brasileira da Rede Unida, o Conass, o Conasems, a UNE, a Fiocruz e a UFRGS para qualificar a formação de profissionais de saúde interessados na melhoria do sistema de saúde dos brasileiros.

A inscrição pode ser realizada pelo versus.otics.org. O período das vivências foi ampliado, neste semestre, para se adaptar às férias dos estudantes, conforme o calendário das universidades, em especial das instituições federais afetadas pela greve de 2012. Pode participar do VER-SUS todo e qualquer estudante universitário (de graduação e pós-graduação) interessado no campo da Saúde e na construção e fortalecimento do SUS.

Além de contribuir para a formação em saúde, o VER-SUS também tem se materializado como uma boa oportunidade para gestores e trabalhadores refletirem sobre seus saberes e práticas no cotidiano do trabalho ao receberem os “viventes” (apelido dado aos alunos participantes no projeto). Ao longo dos dez dias em que os participantes visitam a rede de saúde de um determinado território há uma produtiva troca de experiências com os gestores, profissionais, pesquisadores, acadêmicos e usuários.

Os relatórios técnicos, trabalhos acadêmicos e relatos de experiência gerados a partir das vivências revelam o caráter agregador do projeto, capaz de transformar a formação profissional, mobilizar força de trabalho para o SUS e promover a cidadania por meio da Saúde.

As visitas dos alunos ao sistema de saúde contam sempre com a figura de um “facilitador”, responsável por mediar e promover debates sobre assuntos pertinentes e por dar fluxo ao cronograma de trabalho construído coletivamente entre os envolvidos. Além disso, o facilitador age como interlocutor entre a coordenação nacional do projeto, as secretarias e universidades participantes e os estudantes inscritos na vivência. As coordenações locais das iniciativas VER-SUS e os trabalhadores dos sistemas locais também são fundamentais para as Vivências, assim como os demais movimentos sociais.

O VER-SUS é uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio das Secretarias de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) e de Atenção à Saúde (SAS), por meio do Departamento de Atenção Básica (DAB), com o apoio dos Conass e Conasems, da UNE (União Nacional dos Estudantes), da Fiocruz e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), além de universidades e municípios parceiros na condução de experiências locais e Regionais. Nesta edição, o projeto tem apoio também da Organização Panamericana da Saúde (OPAS).

Como promover o VER-SUS no seu estado ou região? – Se você é gestor, docente ou estudante preocupado com a melhoria da Saúde dos brasileiros, não deixe de levar o VER-SUS para o seu estado ou região para contribuir com a ampliação do debate para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde. As secretarias de saúde e instituições de ensino deverão demonstrar interesse em promover o VER-SUS por meio da adesão ao projeto junto ao Ministério da Saúde. No termo de adesão, estará registrado o conjunto de compromissos assumidos entre as partes para viabilizar a vivência. Detalhes sobre o termo de adesão podem ser acessados em versus.otics.org.

Fonte: Departamento de Atenção Básica / Ministério da Saúde

<-Voltar