Oficina discute estratégias de Promoção da Saúde

Entende-se como Promoção da Saúde um conjunto de estratégias, no âmbito individual e coletivo, para produção de bem-estar e saúde, colocada em prática através da articulação e cooperação entre diversos agentes do Governo e da sociedade civil. Empenhada em ampliar as discussões sobre a temática e implementar diversas ações com o intuito de elaborar um Plano Estadual de Promoção da Saúde, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) realizou, nesta terça-feira (04.02), a II etapa da Oficina Pernambucana de Promoção da Saúde. O encontro, realizado em parceria com o Núcleo de Saúde Pública e Desenvolvimento Social da Universidade Federal de Pernambuco (NUSP/UFPE) e a Superintendência Estadual do Ministério da Saúde em Pernambuco (SEMS), revisitou as propostas debatidas na primeira fase da Oficina, realizada em setembro passado, e traçou novas metas para o fortalecimento da Promoção da Saúde no Estado.

“Neste segundo momento da Oficina, nossos objetivos foram discutir as atividades que podem ser implementadas para cada área, pensando também em possíveis parceiros para as ações. O próximo passo é conferir, junto às nossas áreas técnicas, os planos de ação e definir as metas futuras”, explica a coordenadora de Promoção à Saúde da SES-PE, Marcela da Mata. Na primeira fase do encontro, os grupos discutiram os referenciais teóricos, conceituais de promoção da saúde; a Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) e sua implementação por meio dos Núcleos de Promoção da Saúde (NPS); os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e as estratégias de efetivação das práticas no território.

Na parte da manhã, após a abertura da Oficina pela Diretora-Geral de Promoção e Vigilância de Doenças e Agravos da SES-PE, Juliana Martins, os participantes conferiram os principais tópicos debatidos na I etapa do Encontro. A programação diurna contou, ainda, com resgate de estratégias de autocuidado para acolhimento aos participantes. Para abrir as atividades pela parte da tarde, o grupo participou de vivência de biodança facilitada pela psicóloga Luciana Castro, do Serviço Integrado de Saúde (SIS), da Prefeitura do Recife. “A biodança é uma prática integrativa muito ligada à promoção da saúde e reforça a importância de olhar para si mesmo. Se nós trabalhamos com políticas que busquem garantir o bem-estar da população, também precisamos olhar para nós mesmos para, assim, melhorar nossa relação com o outro”, pontua a coordenadora.

A Oficina reuniu profissionais de áreas técnicas da Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde (SEVS), da Superintendência de Atenção Primária e Diretoria de Políticas Estratégicas, vinculadas à Secretaria Executiva de Atenção à Saúde (SEAS), além de representantes das Gerências Regionais de Saúde (Geres), Operação Lei Seca (OLS), Escola de Saúde Pública, Regulação em Saúde e Comitê de Equidade e Educação Popular. Todas as atividades desenvolvidas pelos grupos culminarão na elaboração do Plano Estadual de Promoção da Saúde, documento que deve nortear os serviços estaduais em consonância com as diretrizes da PNPS e os ODS. O Plano deve ser lançado até o fim de 2020, com implementação das ações a partir do primeiro trimestre de 2021.

<-Voltar