Paraná – Hospital Universitário de Cascavel terá nova ala de queimados

O Hospital Universitário de Cascavel terá uma nova ala de queimados. Na próxima segunda-feira (06) começa a primeira etapa das obras, que consiste na reforma de uma área que abrigará o setor de materiais do hospital. Em 60 dias deve ser iniciada a segunda fase, no atual almoxarifado, onde funcionará a nova ala, que será o terceiro centro de referência para o tratamento de queimaduras no Paraná. O investimento é de R$ 5,4 milhões.

O contrato foi assinado pelo reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Paulo Sérgio Wolff, e pelos representantes da empresa vencedora da licitação das obras, Construtora Brock Ltda. O prazo de execução é de 18 meses.

“Finalmente a população do Oeste do Paraná contará com um tratamento digno e eficiente às vitimas de queimaduras. Há mais de nove anos reivindicávamos essa obra”, disse o reitor da Unioeste.

Especializada em queimaduras de diversas naturezas e níveis de gravidade, a nova ala será a principal referência na região. Hoje, apenas o Hospital Evangélico de Curitiba e o Hospital Universitário de Londrina prestam esse tipo de serviço.

O setor de queimados será construído ao lado do ambulatório do HU e contará com 20 leitos adultos, pediátricos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O ambulatório também será ampliado para oferecer mais conforto aos pacientes. Atualmente, o Hospital Universitário de Cascavel, atende uma população de mais de 2 milhões de habitantes.

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, ressaltou o grande volume de investimentos que o Governo do Estado vem fazendo nos Hospitais Universitários. “Em Cascavel, além das obras, liberamos R$ 1,5 milhão para compra dos equipamentos para esse novo setor e ainda vamos investir na nova ala materno-infantil”, disse Caputo Neto.

Ele destacou ainda os R$ 11 milhões previstos para a nova maternidade do HU de Londrina e os R$ 10 milhões para o HU de Maringá, que viabilizarão a abertura de 100 leitos gerais no hospital.

Os investimentos em Hospitais Universitários refletem na melhoria do atendimento e também garantem melhores condições de ensino aos estudantes dos cursos de medicina. “Com isso, teremos no Estado médicos e profissionais de saúde cada vez mais preparados para atender as principais demandas da população paranaense”, explica o secretário.

Também participaram da assinatura do contrato o diretor geral do Hospital Universitário do Oeste do Paraná, Allan Cezar Faria Araújo, a pró-reitora de Administração e Finanças, Rosiclei Fátima Luft, e o diretor da 10ª Regional de Saúde, Miroslau Bailak.

<-Voltar