Piauí – Municípios se destacam na cobertura vacinal antirrábica

O Dia D sugerido pela Sesapi aconteceu no último sábado (20).

 

Seis municípios do Piauí estão com índices de vacinação contra a raiva em torno de 40%. O número é considerado acima do previsto, já que a campanha de vacinação antirrábica começou há apenas 4 dias. O prazo final sugerido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) é dia 10 de agosto.

A cidade de Barras, por exemplo, já concluiu a vacinação. O município vacinou mais de 100% da população canina e 60% da felina. Campo Maior, Esperantina, Luzilândia, Madeiros e Corrente atingiram os 40%.

Segundo Inácio Lima, coordenador de Vigilância Ambiental da Sesapi, 90% dos municípios do estado estão realizando a campanha. Ele acredita que o sucesso da campanha se deva a importância que os proprietários de animais dão a vacina e os próprios secretários municipais de saúde, que se empenharam para vacinar os animais em tempo hábil.

“Temos cidades que já ultrapassaram a meta, como o caso de Barras. Isso se percebe em outros municípios que através das nossas mobilizações, treinamentos e atividades informativas conseguiram sensibilizar a população da importância desta campanha”, avalia Inacio Lima.

O Dia D sugerido pela Sesapi aconteceu no último sábado (20). Cada município decide quando realizar a sua campanha. “As grandes cidades como Teresina, Piripiri e Parnaíba ainda não realizaram suas campanhas”, afirma Inácio.

Barras – Dos sete mil caninos que deveriam ser vacinados, o município ultrapassou a meta e vacinou 10 mil. “Em Barras nós orientamos a fazer uma recontagem de animais, por que a nossa meta era de 80% e fomos surpreendidos com 100% de cobertura. Isso mostra que a meta apresentada pelo município estava defasada”, explica Inácio. Ainda na região norte, se destaca a cidade de Esperantina que já vacinou 47% dos cães e 28% dos gatos; Campo Maior com 47% dos cães e 52% dos gatos. Luzilândia vacinou 45% das duas populações. Madeiro atingiu 80% entre cães e gatos.

Na opinião de Inácio Lima, o extremo sul do Estado também vem realizando um bom trabalho na vacinação dos animais. “Em Corrente os postos de vacinação também vem contando com ótimos registros de animais vacinados. Já contabilizamos 44% de cães e 47% dos gatos”, destaca.

A vacinação antirrábica é gratuita e destinada apenas a cães e gatos a partir de três meses de idade. Não há contra indicação, mesmo que os animais que estejam em período de gestação, adoentados ou amamentando.

A transmissão da raiva ocorre, principalmente, por meio da mordida de um animal infectado. Há duas formas de raiva canina: a furiosa, que se caracteriza por inquietação, tendência ao ataque, dificuldade na alimentação e latido bitonal, e a forma muda, com inquietação, ausência de ataque e tendência a se esconder. Nas áreas rurais, além de cachorros e gatos, bovinos, equinos, suínos, caprinos e ovinos também podem ser acometidos pela doença.

 

 

Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi)

Assessoria de Comunicação

www.saude.pi.gov.br

(86) 3216-3610 / 8802-9604 / 8851-2074

 

<-Voltar