Piuaí – Municípios debatem ações durante Fórum sobre Atenção Hospitalar

A relevância da capacitação de profissionais e os desafios para a implementação da Política Nacional de Atenção Hospitalar foram os principais pontos de discussão do I Fórum Sobre Gestão em Saúde na Atenção Hospitalar, realizado nesta segunda, 16, no Diferencial Buffet, centro de Teresina. Representantes de 28 municípios de diversas regiões do Piauí, secretários municipais de saúde e técnicos a secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) estiveram presentes no primeiro dia do encontro.

Com o objetivo de estruturar o monitoramento e avaliação da qualidade dos serviços que são realizados nos hospitais, a Sesapi, através da superintendência de Assistência a Saúde (SUPAS) e da Diretoria de Unidade de Organização Hospitalar (DUDOH) se colocou disponível para debater com os municípios o cotidiano dos hospitais de pequeno porte e unidades locais de saúde.

“Através deste encontro, a Sesapi pretende estabelecer diretrizes para reorganização dos serviços de saúde, além de reestruturar os já existentes. Queremos saber dos gestores municipais como podemos melhorar o atendimento dos hospitais locais e este encontro visa estreitar os laços das gestões estadual e municipal e assim traçar metas para que esses serviços cheguem o mais rápido possível a população do interior”, destaca, Leidimar Alencar, coordenadora do Fórum.

O diretor de Organização Hospitalar da Sesapi, Telmo Mesquita, esteve no encontro representando o secretário de Estado da Saúde, Ernani Maia e avaliou o Fórum, como essencial para a criação de novas metas e novos serviços dos hospitais do interior . “Apenas o município não tem condições de manter os serviços essências destes hospitais, então a parceria entre estado e município é importante para delegar e dividir tarefas e estas tarefas são discutidas neste tipo de encontro, fundamental para saber que providências devem ser tomadas no âmbito  da atenção hospitalar”, pontua Telmo Mesquita.

Margarete Lopes, secretaria municipal de Água Branca do Piauí, é uma das participantes do Fórum. A secretaria defende que a Política Nacional de Atenção Hospitalar seja elaborada sem nenhum tipo de pressão, mas que também a sua pactuação não demore muito para ser definida.

“Nós nem podemos ter pressa em pactuar essa Política e nem podemos deixar que ela fique só no papel, pois temos que unir forças tanto das áreas da saúde como da educação e segurança, pois os acidentes de moto, por exemplo estão sufocando os hospitais do interior e por isso é que a aliança de forças e investimentos devem acontecer o mais rápido possível”, frisou.

Além de Água Branca, cidades como Cocal, Baixa Grande do Ribeiro, Luis Correia e outras também participam do encontro que acontece até o próximo dia 17 de dezembro.

Política Nacional de Atenção Hospitalar

A Política Nacional de Atenção Hospitalar prevê a inserção dos hospitais na Rede de Atenção à Saúde (RAS) com o objetivo de assegurar a continuidade do cuidado antes e depois da internação, oferecendo retaguarda de leitos, atendimentos de urgência e emergência e cirurgias de forma articulada com a atenção básica, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) e demais estabelecimentos por meio das centrais de regulação. O foco desta iniciativa é o aprimoramento da organização da rede para um melhor atendimento aos usuários do SUS.


Por Adriano Magno

Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi)
Assessoria de Comunicação
www.saude.pi.gov.br
(86) 3216-3610 / 8802-9604 / 8851-2074

<-Voltar