Prevenção de doenças transmitidas pelo Aedes em pauta de seminário no Piauí

A Fiocruz, em parceria com o Ministério da Saúde (MS), a Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), realizará o seminário Dengue, Chikungunya e Zika: Controle e Intervenção na Saúde, nos dias 22 e 23 de janeiro, em Teresina, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB–PI). O evento contará com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Castro, e tem como objetivo discutir alternativas para o combate às enfermidades transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

“Considero o seminário muito importante para construir o conhecimento para o combate a essas doenças, o que deve nos dar subsídios para apresentar ao governo uma proposta conjunta de atuação no objetivo de combater o mosquito Aedes aegypti”, ressaltou o presidente da Fapepi, Francisco Guedes.

O coordenador da Fiocruz Piauí, Regis Gomes, destacou que, com o objetivo de enfrentar o quadro epidemiológico referente à ocorrência da emergência dengue, chikungunya e zika no país, a Fiocruz criou o Gabinete para o Enfrentamento à Emergência Epidemiológica em Saúde Pública. “O gabinete tem como objetivo discutir com especialistas e a sociedade civil alternativas para enfrentar esse desafio, além de levar mais conhecimento à população sobre as possibilidades de prevenção”, ressaltou.

Entre os assuntos que serão discutidos estão a relação da microcefalia com o vírus zika e o controle do Aedes aegypti através de mosquitos disseminadores de larvicida, produto nocivo as larvas do inseto.

Programação

Dia 22 de janeiro

9h às 09h30: Abertura

9h30 às 10h20: Zika, Chikungunya e Dengue: desafios para a saúde pública: panorama geral
Apresentador: José Agenor Alvares da Silva, secretário executivo do Ministério da Saúde

10h20 às 11h10: Dengue, Chikungunya e Zika: um mosquito três doenças
Apresentador: Rivaldo Venâncio, diretor da Fiocruz Mato Grosso do Sul

11h10 às 12h00: Infecção pelo vírus zika e a microcefalia: passado, presente e futuro
Apresentador: Marcelo Adriano Vieira, menbro técnico do Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella (SES/PI)

12h às 13h40: Almoço

13h40 às 14h30: Controle de Aedes aegypti e albopictus usando mosquitos como disseminadores de larvicida
Apresentador: Sergio Luz, diretor da Fiocruz Amazonas

14h30 às 15h: Marcelo Castro, ministro da Saúde

15h às 17h: Debate
Debatedores: Valcler Rangel Fernandes (mediador e vice-presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz), José Agenor Alvares da Silva (secretário Executivo do MS), Amarílis Borba (Diretora de Vigilância em Saúde do Município de Teresina), Sergio Luz (Diretor da Fiocruz Amazônia), Rivaldo Venâncio da Cunha (Diretor da Fiocruz Mato Grosso do Sul)

Dia 23 de janeiro

9h às 9h50: Desafios e perspectivas da atenção à saúde da população no contexto das arboviroses
Apresentador: Francisco de Assis de Oliveira Costa, secretário Estadual de Saúde do Piauí

9h50 às10h40: As novas epidemias como um desafio para a sociedade
Apresentador: Nísia Lima, vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz

10h40 às 12h15: Debate
Debatedores: Valcler Rangel Fernandes (mediador e vice-presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz), Francisco de Assis de Oliveira Costa (secretário Estadual de Saúde do Piauí), Nísia Lima (vice-presidente de Ensino, Informação e comunicação), Cláudia Seabra  (promotora do Ministério Público do Piauí) e Marcos Antônio Costa (procurador Regional da República – Recife/PE)

12h15 às 12h30: Encerramento
Fiocruz, Ministério da Saúde, Sesa

Fonte: Agência Fiocruz de Notícias (AFN)

<-Voltar