Profissionais de saúde podem participar de curso a distância

As apostilas com exercícios e conteúdo completo estão disponíveis na biblioteca do ECO-RedeNutri

Os profissionais de todo o estado que atuam nas Equipes de Saúde da Família (ESF) podem participar do curso de auto-aprendizado à distância. Com o tema “A Matriz de Interfaces do Programa Bolsa Família na Saúde”, o curso irá qualificar os profissionais de saúde para melhorar a gestão das condicionalidades de saúde do Programa Bolsa Família. Qualquer pessoa pode participar. Para isso, basta acessar o link http://ecos-redenutri.bvs.br.

A gerente do Núcleo de Ações Programáticas de Alimentação e Nutrição, Maria do Livramento Rêgo, recomenda que os profissionais de saúde participem, pois com equipes qualificadas melhora o desenvolvimento das ações de saúde, em especial, a assistência prestada aos beneficiários do Bolsa, que em Roraima são mais de 30 mil famílias cadastradas no programa.

O curso é feito na modalidade de autoaprendizado e terá duração de 30 horas. O curso é composto de três módulos teóricos e exercícios. Após completar esses módulos o participante poderá emitir a declaração de participação. As apostilas com exercícios e conteúdo completo estão disponíveis na biblioteca do ECO-RedeNutri.

Maria do Livramento explica que esse é o quarto curso de autoaprendizado à distância. Todos direcionados aos profissionais da atenção básica e com o objetivo de ajudar no processo de qualificação continuada de temas estratégicos em Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva. Um dos objetivos básicos do Bolsa é promover o acesso dos beneficiados à rede de serviços públicos, em especial a saúde, educação e assistência social. “Para obtermos um bom resultado é necessário que profissionais qualificados desenvolvam as ações”, ressalta.

As ações de saúde do programa, que abrangem atenção às gestantes e crianças, são monitoradas pelo Núcleo de Ações Programáticas de Alimentação e Nutrição, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Por isso, a equipes da atenção básica têm de acompanhar o crescimento e desenvolvimento das crianças, como peso, estatura e estado nutricional, vacinas e exames pré-natal de gestantes.

A gerência avalia a frequência destes acompanhamentos, trabalhando para que os municípios tenham condições técnicas de realizá-los em termos de repasse de dados ao Ministério da Saúde e também de esclarecimentos aos beneficiados.

BOLSA FAMÍLIA

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 140 mensais, que associa à transferência do benefício financeiro do acesso aos direitos sociais básicos, como saúde, alimentação, educação e assistência social. Por meio do programa, o governo federal concede mensalmente benefícios em dinheiro para famílias mais carentes.

ASCOM/SESAU
(95) 2121-0507

Foto: INTERNET

<-Voltar