Programa de alimentação saudável para crianças ganha 20 receitas de chef francês

Cardápio assinado por Roland Villard, criado especialmente para o programa “Meu Pratinho Saudável”, traz pratos lúdicos para estimular a garotada a comer melhor

O programa “Meu Pratinho Saudável”, parceria dos institutos da Criança e do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP com a LatinMed Editora em Saúde, ganhou o apoio do chef francês Roland Villard.

Ele criou 20 sugestões de receitas especiais para estimular a garotada a comer de forma mais adequada, em vez de optar por hambúrgueres, frituras e doces. O objetivo da iniciativa é combater a obesidade infantil, fazendo com que as crianças sintam-se atraídas por refeições saudáveis. Todas as receitas têm porções adequadas de carboidratos, fibras, proteínas e outros nutrientes importantes para o organismo.

São pratos lúdicos, que levam nomes como “Monstrinho”, “Porquinho”, “Campo de Futebol”, “Ninho”, Borboleta e “Sr. e Sra. Saudável”. Entre os ingredientes utilizados na preparação dos pratos estão batatas, ovos, carnes, peixes, frutas, verduras, legumes, farinha, entre outros. Todos os pratos são montados em formatos divertidos, que atraem as crianças.

“O objetivo deste cardápio é mostrar aos pais ou aos responsáveis pela alimentação das crianças que é possível ter uma alimentação saborosa e divertida e saudável. E, o melhor, utilizando alimentos que, em geral, que as pessoas já estão habituadas”, diz Elisabete Almeida, diretora-executiva do programa “Meu Pratinho Saudável”.

O programa “Meu Pratinho Saudável” é voltado para crianças de seis meses a 10 anos e tem como objetivo a readequação da alimentação, fazendo com que as crianças comam bem e de maneira saudável.

O principal conceito utilizado é mostrar às crianças o que e o quanto colocar no prato: metade deve ser preenchida com verduras e legumes (crus e cozidos). A outra metade deve ter alimentos ricos em proteínas (carne vermelha, frango, peixe ou ovo + leguminosas, como o feijão, grão de bico, soja ou lentilha). No ¼ restante, é a vez dos alimentos ricos em carboidrato: arroz, de preferência integral ou massa ou batatas, mandioca, mandioquinha e farinhas.

O café da manhã e os lanches devem conter pelo menos um alimento rico em proteínas, como por exemplo, iogurtes, queijos magros, leite desnatado, leite de soja sem açúcar, queijos processados reduzidos em gorduras, leite fermentado, ovo, peito de peru; um alimento rico em carboidratos, de preferência rico em fibras, como torradas, pães, biscoitos de fibras, cookies integrais, barras de cereal, cereal integral; e um alimento de origem vegetal, como frutas, verduras ou legumes.

As receitas do chef francês serão utilizadas na implementação do programa Meu Pratinho Saudável em escolas particulares e públicas, que teve o projeto piloto realizado em dezembro de 2012, em uma escola estadual da cidade de São Paulo. O programa é uma versão infantil do “Meu Prato Saudável”, também do InCor, HC-FMUSP e LatinMed, destinado a adultos.

Mais informações sobre alimentação saudável podem ser obtidas por meio do aplicativo “Meu Prato Saudável”, disponível para download gratuito em smartphones e tablets, ou pelo site www.meupratosaudavel.com.br.

Publicado por Assessoria de Imprensa SES/SP

<-Voltar