Publicação detalha sete experiências inovadoras na atenção à saúde de Adolescentes e Jovens

experiencias_exitosasEstá disponível a publicação Experiências Exitosas do Laboratório de Inovação na Atenção à Saúde de Adolescentes e Jovens (1a Edição) que aponta sete práticas inovadoras realizadas no Sistema Único de Saúde (SUS) com alto potencial de replicação pelos serviços de saúde. O objetivo é qualificar a atenção integral à saúde prestada a este público que corresponde a 36% da população brasileira, cerca de 52 milhões de pessoas entre 10 e 24 anos. “As experiências destacadas são uma amostra importante de que é possível inovar no atendimento de adolescentes e jovens no SUS”, afirma Thereza DLamare Franco Netto, coordenadora-geral de Saúde dos Adolescentes e Jovens do Ministério da Saúde. O Laboratório de Inovações é fruto da parceria entre Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) e Ministério da Saúde.

A publicação técnica NavegadorSUS também descreve a metodologia do trabalho utilizada para identificar as inovações assim como contextualiza a evolução da medicina de adolescente à atenção integral preconizada pelo SUS. O Laboratório de Inovações selecionou 18 experiências, de um total de 90 inscritas, para a visita “in loco”, etapa onde as experiências foram sistematizadas e apontadas como inovadoras. “O que mais chamou a atenção do Grupo de Trabalho foi a inovação e o êxito atingido apesar de grandes dificuldades enfrentadas pelos serviços de saúde”, destaca a pesquisadora Maria Ignez Saito, que dividiu a coordenação do Laboratório de Inovação com a médica e pesquisadora Maria Helena Ruzany. Destas 18 práticas, foram escolhidas sete para compor a publicação técnica por atenderem de maneira irretocável os requisitos do edital  e com forte potencial de se transformarem em modelos para o SUS. As experiências foram visitadas no segundo semestre de 2014.

Conheça as experiências selecionadas por ordem de excelência:

Rio de Janeiro – Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde – Secretaria Municipal da Saúde do Rio de Janeiro – SMS RJ – (RAP da saúde e Adolescentro espaço jovem Paulo Freire).

Bahia – Salvador – Distrito Sanitário Cabula/Beiru (Adolescer com arte: um exemplo de protagonismo juvenil).

Minas Gerais – UFMG / Hospital das Clínicas (Arte na Espera: tecendo uma rede de acolhimento para o adolescente e para a família)

Santa Catarina – Unidade de Saúde da Família Jardim Sofia (Jovem Vencedor: experiência em Saúde da Família).

Rio Grande do Sul – Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo (Multiplicadores adolescentes do Programa Saúde da Escola de Novo Hamburgo – a prevenção entre pares).

Amazonas – SMS de Manaus (Implantação da Caderneta de Saúde do Adolescente no município de Manaus).

Acre – SES (Desafio da intersetorialidade no cuidado integral da saúde de adolescentes em medidas socioeducativas do Acre).

Acesse a publicação Experiências Exitosas do Laboratório de Inovação na Atenção à Saúde de Adolescentes e Jovens (1a Edição)

Texto: Vanessa Borges, jornalista do Portal da Inovação em Saúde

<-Voltar