Quatro municípios iniciam construção de academias de saúde

Rebeca Alencar/Sesau

As obras de construção para implantação das academias já iniciaram em 66% dos municípios contemplados pelo programa. Alto Alegre, Amajari, Pacaraima, Caracaraí, Iracema e Rorainópolis receberam a primeira parcela do recurso destinado à implantação das academias de saúde. Desses, quatro iniciaram as obras.

Em Rorainópolis haverá seis polos, sendo quatro academias ampliadas, uma intermediária e uma básica. O município recebeu R$ 180 mil. O recurso terá de ser aplicado da seguinte forma: R$ 144 mil para as academias ampliadas, R$ 20 mil para a intermediária e R$ 16 mil para a básica. Os valores citados são referentes ao primeiro repasse. O município iniciou a construção de duas, uma na Vila do Jundiá e outra na Martins Pereira.

No Amajari, Pacaraima e Alto Alegre, as obras das academias ampliadas acorrem na sede de cada um. A partir deste mês até junho, a equipe da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) fará visitas de monitoramento em cada localidade; além de fornecer apoio técnico no processo de implantação.

São três modalidades de academia: básica, intermediária e ampliada. O Ministério da Saúde (MS) investirá R$ 80 mil para a básica; R$ 100 mil para a intermediária e R$ 180 mil para o polo de academia ampliada. Os repasses estão sendo feitos em três parcelas. Além disso, o Estado receberá R$ 100 mil para oferecer apoio técnico e monitorar os serviços.

De acordo com a gerente do Núcleo de Ações Programáticas da Saúde da Família, Maysa Ruiz, o recurso para os municípios de Caracaraí, Iracema e Rorainópolis são provenientes de emenda parlamentar. Em cada um dos seguintes municípios será implantada uma academia ampliada: Alto Alegre, Amajari, Pacaraima, Iracema e Caracaraí. Por isso, cada um recebeu R$ 36 mil. O valor é referente à primeira parcela.

Os profissionais que atuarão nas academias de saúde terão de estar preparados para repassar orientações relacionadas à prática de atividades física, segurança e educação alimentar, práticas artísticas, como música, teatro, pintura e artesanato. Poderão ser desenvolvidas, ainda, outras atividades, como ginástica, lutas, capoeira, danças, jogos esportivos, yoga, tai chi chuan, entre outros.

Assim, o governo oferece alternativas de lazer e inclusão social. Além de valorizar os espaços públicos realizando a inclusão social melhorando a qualidade de vida da população. Aumentando o nível de atividade física da população e estimulando hábitos alimentares saudáveis, a qualidade de vida dos brasileiros melhora.

Foto: INTERNET

ASCOM SESAU
(95) 2121-0507
www.saude.rr.gov.br

<-Voltar