Recreação terapêutica auxilia na recuperação de crianças internadas

Para tornar a passagem pelo hospital menos difícil e abrandar a perda temporária de aspectos da infância que este processo costuma privar, o Hospital da Criança Conceição (HCC), vinculado ao Grupo Hospitalar Conceição, em Porto Alegre (RS), dispõe de diferentes atividades de recreação terapêutica. “A intenção é que a criança não fique muito afastada do mundo infantil, da brincadeira, da escola. As atividades lúdicas ajudam no processo de recuperação, pois diminui os estressores da hospitalização infantil”, explica o coordenador da recreação terapêutica do HCC, o técnico em educação Sérgio Dório.

Na tentativa de criar um ambiente saudável e suprir e minimizar as limitações e adaptação a essas situações, o hospital conta com a ajuda de parceiros voluntários, como o projeto Viver de Rir. Idealizado pela tecnóloga em radiologia Renata Tôndolo Tavares, o grupo tem como objetivo levar carinho e humanização para os pacientes em situações de fragilidade. A primeira visita do grupo ao HCC foi em outubro de 2010.

“Vestidos de palhaços e munidos de apetrechos de todo o tipo e de muito bom humor, todas as quartas-feiras eles fazem intervenções com os pequenos internados na emergência. No princípio eles trabalhavam nos leitos da internação, mas percebemos uma lacuna na emergência pediátrica, onde eles passaram a atuar desde o início deste ano. Achamos que seria uma ferramenta boa, pois é a porta de entrada do hospital, onde a criança chega assustada. As brincadeiras ajudam a criança a suportar a demora, tornam o ambiente mais tranquilizador. Diminui os estressores do hospital”, observa Sérgio Dório.

“Outra parceria bacana é o programa Contação de Histórias. Toda terça-feira os voluntários atendem principalmente as crianças acamadas, que não podem ir até à sala de recreação. Os interessados em participar passam por um curso de formação de contadores de histórias. Também temos a Biblioteca Viva, sistema itinerante que empresta livros infantis nos leitos”, acrescenta Sérgio Dório. “Somos muito abertos às parcerias porque queremos que o atendimento na pediatria seja cada vez mais humanizado. Precisamos de voluntários para termos braços que alcancem todos os andares, todos os leitos. Por isso o voluntariado é muito bem-vindo na instituição”, ressalta o coordenador da recreação terapêutica do HCC.

De acordo com o especialista, o atendimento na pediatria tem que contar com atividades como a arte terapia e psicoterapia por meio dos brinquedos. “Não tem outra forma de atender às crianças. Elas não vão conversar, não vão dar atenção, vão regredir e chorar. Essas tecnologias minimizam todo este quadro. E o que é interessante: na sala de recreação elas não falam de doença ou dor. São apenas crianças brincando. É o caminho mais assertivo para atender uma criança”, frisa Sérgio Dório.

Os interessados em ser voluntário no Hospital da Criança Conceição devem entrar em contato pelo telefone (51) 3357-2414. É marcado o primeiro encontro para que o interessado possa conhecer as áreas que pode atuar. Depois de escolhido, há curso de formação.

Projeto Viver de Rir

Fonte: Ana Paula Ferraz / Agência Saúde

<-Voltar