Região Norte de Saúde lança modelo de integração da atenção primária e especializada

SESA-ES“Uma medida importante para resolver as questões de saúde em qualquer região é facilitar o acesso aos serviços, de forma organizada e cada vez mais perto da sua residência”. Essa foi uma das avaliações feitas pelo secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, durante o lançamento da “Planificação da Atenção à Saúde”, que aconteceu na manhã desta terça-feira (05), em São Mateus. Também participaram do evento gestores municipais e estaduais e o consultor do Conselho Nacional de Secretários de Saúde  (Conass), Eugênio Vilaça Mendes, que apresentou a metodologia empregada na planificação. A programação continua nesta quarta-feira (06) com oficinas, no auditório da Faculdade Vale do Cricaré, no município.

Segundo o secretário Ricardo de Oliveira, a área de saúde é altamente complexa e um imenso desafio para qualquer gestor. “Fortalecer a atenção primária e investir em prevenção são nossa prioridade. E, a integração da atenção primária com a atenção especializada, será possível com o funcionamento do Centro de Consultas e Exames Especializados, em Nova Venécia. Vamos mudar a relação com o paciente, que receberá uma atenção mais individualizada, com a troca de informações entre os médicos do Centro de Consultas e com a equipe da atenção primária, nos municípios”, frisou Oliveira.

O membro da direção do Conass Jurandir Frutuoso ressaltou a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido pelo secretário Ricardo de Oliveira no Espírito Santo, que foi eleito recentemente vice-presidente do Conselho. “Mais do que uma obra de concreto, estamos mudando um modelo. Essa alteração visa unicamente fortalecer a atenção primária. Com isso, passamos a ver com naturalidade que os hospitais podem ser menores e menos cheios”, frisou.

Já o consultor do Conass, Eugênio Vilaça, apresentou a metodologia empregada na planificação, fez uma avaliação de cada fase do programa e apresentou números relacionados à saúde na Região Norte. Ele disse que acredita muito no método do Espírito Santo de se trabalhar a área de saúde, pois esse modelo já foi implementado em outras grandes cidades do país e deu certo. “É um método democrático e profundo. Acredito que vamos conseguir ótimos resultados”, disse.

A proposta da Planificação na região é promover a interação das equipes dos serviços da atenção primária – porta de entrada do usuário no Sistema Único de Saúde (SUS) – à atenção especializada, serviços de consultas e exames. De acordo com a superintendente da Região Norte de Saúde, Gilcilene Pretta Cani Ribeiro, essa operação em rede garante a continuidade do cuidado ao usuário, diminuindo a necessidade de buscar diferentes unidades para solucionar seu problema.

“Queremos garantir que o paciente dê entrada na unidade básica de saúde de seu município, siga o fluxo necessário para seu caso, e saia do serviço de saúde com seu problema resolvido. Podemos conseguir isso com a interação da atenção primária e da especializada, para que as equipes trabalhem no eixo da continuidade, em rede regionalizada e organizada”, afirmou Gilcilene.

A superintendente explicou que a planificação traz algumas ferramentas que reorganizam todos os fluxos de trabalho das equipes, como a gestão clínica e protocolos organizados para as Linhas de Cuidado. “A região está apostando em um novo processo de trabalho, em rede, para que o Centro de Consultas e Exames Especializados (CCEE) da Região Norte, que será implantado em Nova Venécia, seja integrado à atenção primária à saúde”.

Consultas e Exames Especializados

A implantação do Centro de Consultas e Exames Especializados faz parte do Programa Prioritário de Governo “Ampliação e Modernização da Rede de Saúde”, que prevê a implantação de cinco centros de especialidades distribuídos nas quatro regiões de saúde, nos municípios de Nova Venécia, Linhares, Guaçuí, Domingos Martins e Santa Teresa. O Centro de Nova Venécia será a primeira unidade a entrar em funcionamento, com previsão para entrega em setembro.

“Nosso objetivo ao implantar o Centro é descentralizar o acesso aos serviços de saúde, minimizando a necessidade de deslocamento nas estradas que ligam o interior às maiores cidades, o que impacta positivamente na qualidade de vida da população, proporciona resolutividade, redução do tempo de espera para realização de consultas e exames e proximidade do serviço com o usuário. Além disso, vamos aumentar a oferta de consultas e exames em 15 vezes”, disse o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira.

Cada Centro terá capacidade de realizar até 232 mil procedimentos por ano, entre consultas em oftalmologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia, otorrinolaringologia, cardiologia, angiologia, nefrologia, neurologia, gastroenterologia, dermatologia, ortopedia e exames especializados, como radiografia, mamografia, exames cardiovasculares, ultrassonografia, endoscopia, entre outros.

O investimento do Estado é de R$ 5.080.300,51 (entre obras, equipamentos e mobiliários). A gestão da unidade, conforme pactuado com os municípios da região será feita pela Secretaria de Estado da Saúde e os municípios de Região Norte de Saúde (Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Conceição da Barra, Ecoporanga, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus e Vila Pavão) e o gerenciamento da unidade será realizado pelo Consórcio Público da Região Norte do Espírito Santo (CIMNORTE ES).

Confira programação de oficinas

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde
Jucilene Borges
jucileneborges@saude.es.gov.br / asscom@saude.es.gov.br
Juliana Rodrigues
julianarodrigues@saude.es.gov.br
Ana Carolina Stutz
anapinto@saude.es.gov.br
Juliana Machado
julianamachado@saude.es.gov.br
Álvaro Muniz
alvaromuniz@saude.es.gov.br
Texto: Ana Carolina Stutz e Álvaro Muniz
Tels.: (27) 3347-5642/3347-5643/9 9969-8271/9 9983-3246/9 9943-27

Fotos: Assom/Sesa

<-Voltar