Projeto “Planificação da Atenção Primária à Saúde – Ride 2013” é apresentado em Brasília

Com a presença de secretários municipais de saúde, de coordenadores municipais e diretores regionais da Atenção Primária a Saúde (APS) do Goiás e do Distrito Federal, o projeto “Planificação da Atenção Primária à Saúde – Região Integrada de Desenvolvimento (Ride) 2013”, foi apresentado hoje (22), em Brasília.

O projeto da Secretaria de Estado da saúde do Distrito Federal em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Goiás, proporciona aos coordenadores e gestores, instrumentos, ferramentas e tecnologias de planejamento da atenção à saúde e oferece oficinas de organização do processo de trabalho das equipes de APS em seus respectivos municípios e, no caso do DF, em suas Regiões Administrativas.

Para o presidente do CONASS, Wilson Alecrim, é importante que todos os gestores olhem para APS no intuito de reestruturá-la, organizá-la a fim de aprimorar o Sistema Único de Saúde. “Sabemos que o SUS tem se organizado e buscado novos caminhos para o fortalecimento da APS, mas para isso é necessário novas estratégias organizacionais que ofereçam ao usuário o mínimo de conforto no atendimento nas unidades de saúde”, disse.

Segundo o representante da secretaria de Goiás e representante para Relações Internacionais do CONASS, Fernando Cupertino, a tríplice carga de doenças no país e os problemas das causas externas, como a violência, as condições crônicas e o envelhecimento precoce da população, geram a necessidade de mudança no modelo da APS. “Para que o SUS consiga atender as necessidades dos usuários, é necessário pensar no planejamento, na organização e no fortalecimento da área para que a população possa ter condições dignas de saúde com o atendimento adequado”.

Para Rosalina Aratani Sudo, subsecretária de Atenção Primária à Saúde da SES/DF, o projeto surgiu a partir da necessidade da reestruturação e fortalecimento da APS no DF. “A organização dessa área só é capaz de ser feita se for trabalhada com as três esferas de governo. A APS, sozinha, ela não é capaz de resolver todos problemas que o serviço de saúde enfrenta”, destacou.

Gilberto David Filho, apoiador institucional do Departamento de Atenção Básica (DAB/MS) nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, reforçou a importância da participação das três esferas, destacando que o modelo de APS precisa de melhorias na sua organização.

O I encontro para formação de facilitadores da planificação da RIDE 2013, acontecerá amanhã (23), também em Brasília.

Luiza Tiné

Assessoria de Comunicação Social do CONASS

ascom@conass.org.br

Telefones: (61) 9696 4675 / 9970 5735 / 8172 8892 / 3222 3000

<-Voltar